#VocêTemUmaMenteMilionária

Séries: Dexter - 4ª temporada

16 de janeiro de 2011



Título Original: Dexter
Temporada: 4
Gênero: Criminologia
Ano: 2009
Site oficial: http://www.sho.com/sho/dexter/home
Emissora: Showtime
Nota pessoal: 5

Dexter é uma das poucas séries que a cada temporada melhora.
Agora Dexter é pai de família e marido comportado e isso esta sensacional. Mostrando que sendo um serial killer não é fácil conseguir administrar, trabalho, mulher, filhos, noites de sono e vítimas. E então as coisas começam a atrapalhar umas as outras.
Esta temporada foi para mim um mix de emoções. Começando pela adaptação feita com a abertura que eu já morri de rir, ele colocando uma camiseta branca suja de papinha de nenem e bocejando foi hilário. Chorei muito e fiquei muito revoltada também.


Dexter começa a temporada acabado, dormindo cerca de uma hora por noite, é claro que, como diria o querido Capitão Nascimento, só podia dar merda.
Ele vai ao tribunal para mostrar evidencias de um assassinado e confunde os casos fazendo com que o acusado seja solto, o que faz com que ele vire a vítima da noite. Só que Dexter esta tão cansado, que dorme em serviço, perdendo a vítima de vista, tendo que adiar mais um dia. Quando ele finalmente consegue, é surpreendido por um telefonema da Rita falando que Harrison (seu filho) esta com dor de ouvido, ele nem consegue aproveitar e se atrapalha todo para cortar as partes e embalar, voltando para casa com o remédio do filho ele não aguenta e pega no sono causando um acidente.
Depois de ser resgatado do acidente, Dexter não consegue se lembrar onde esta o corpo da vítima, achando inicialmente que esta no carro, ele aproveita a visita de Rita ao hospital para fugir e voltar ao trabalho e em paralelo descobrir onde esta o corpo para se livrar dele.
Enquanto isso o, agora aposentado, Frank Lundy busca ajuda do Dexter para desvendar o serial killer da temporada, "Trinity".
Dexter com a ajuda da sua voz da consciência "Harry" finalmente descobre onde esta o corpo e se livra dele, e lá esta ele de volta para sua rotina sem noites de sono.
Debra entra de cabeça na teoria do Frank sobre o Trinity, não só por ser um grande caso mas também para ficar ao lado do seu amor, deixando seu namorado, Anton, de lado. E acabam se declarando e ficando juntos (mas em Dexter não existe histórias felizes), Debra toma um tiro e logo em seguida vê seu grande amor morrer na sua frente, também baleado.
Dexter logo descobre que a morte de Frank e o tiro de sua irmã estão diretamente ligados ao Trinity e se envolve com unhas e dentes para descobrir quem ele é, e claro que ele consegue.
Dexter ainda ajuda seus colegas de trabalho a descobrir uma peça do quebra cabeça (sem intenção) e acha a cinza que Trinity deixa em todas cenas dos crimes que comete, cinza esta que ele coloca com saliva, levando assim a combinação do DNA, e então descobrem que Trinity tem parentesco com as cinzas.
Durante sua analise na vida do Trinity, Dexter descobre que eles tem muita coisa em comum. O que ele achava que se tratava de um "Lobo Solitário", tem uma família que aparenta ser perfeita, e isso causa curiosidade em Dexter que vem tentando conciliar família, trabalho e assassinatos sem muito sucesso. Então ele resolve fazer uma pesquisa de campo e ficar amiguinho do Trinity, descobrindo sua identidade, Athur Mitchell, depois de algumas visitinhas e conversas com a família, longe dos olhos de Arthur, descobre que sua família não é nada perfeita.
A partir daí Dexter assume que não tem nada a aprender com Arthur, pois não quer que seu família sinta medo e sim que seja feliz, porém não é fácil se livrar de um seriall killer com mais de 30 anos de carreira.
Enquanto isso Debra esta decidida a pegar Trinity, após sua recuperação física ela volta com força total, porém, por ser enquadrada com uma vítima de Trinity ela é retirada do caso e faz de tudo para continuar ajudando de fora, até mesmo tirar do caminho a repórter chata e namoradinha do Quinn (que por sinal deve ter colocado silicone recentemente, pois não podia perder uma oportunidade de mostrar os seios), Christine oferecendo a entrevista que ela tanto quis. Mas o que Deb não esperava era descobrir, durante uma conversa informal com Christine, que a repórter sabia mais do que deveria sobre a morte de Frank, o que deixa a detetive suspeita e pedindo a ajuda de Batista para que assista sua entrevista com a repórter.
Batista apoia as suspeitas de Deb e juntos tentam achar o sentido na participação de Christine, e Deb que não tem nada mais a perder confronta Quinn para pedir a escova de dentes da namorada para um teste de DNA. Massuka descobre que o DNA de Christine é compatível com Trinity. Nisso Deb, que já havia descoberto com a ajuda de Massuka, que não foi o próprio Trinity que matou Frank e sim alguém de estatura mais baixa, faz a associação com Christine, que depois de tomar um passa fora do pai, Arthur, e ouvir que seu nascimento foi um erro, confessa para Debra que foi ela quem atirou e matou Frank, pedindo perdão, com a recusa de Deb perdoá-la ela simplesmente se mata sem nem mesmo pensar duas vezes. Deb, ainda que com o caso resolvido e a assassina de seu amado morta, não consegue dar o caso como encerrado e volta suas forças para pegar Trinity.
Dexter por outro lado começa a se cansar da dificuldade de matar Arthur, até que Arthur finalmente descobre a verdadeira identidade de Dexter. Com isso Dexter se vê sem saída, tendo que abandonar seus padrões para liquidar sua próxima vítima.
Para garantir a segurança de sua família os filhos de Rita vão para Disney com os avós paternos, e ele pede para que Rita viaje para que ele a encontre assim que ele terminar o "trabalho", e então ele vai atrás de Arthur, depois de diversos contratempos ele finalmente consegue pegar Arthur e mostrar sua verdadeira identidade a ele. E então põe fim na busca de gato e rato dos dois.
Mas o que Dexter não esperava era que Rita tivesse voltado para casa e que fosse surpreendida com a visita do Trinity, e então ele encontra seu filho sentado na poça de sangue de Rita, que esta morta na banheira.

Pontos relevantes:
Apesar de eu ter gostado muito da namorada do Batista na temporada anterior, adorei vê-lo com LaGuerta, achei que combinou tanto, ficou um casal lindo. Eles casando foi uma comédia.
A atuação de Jennifer Carpenter (Debra Morgan) esta sensacional, ela mandou muito bem nesta temporada e chorei muito com a morte de Frank.
Esta foi a temporada com baixas que me deixaram muito triste, não gostei de tirarem os personagens Frank e Rita. Eu adorava os dois.

INSTAGRAM @fls.com.vc

LEITORES

RECEBA POR EMAIL