#VocêTemUmaMenteMilionária

Livros: Transformando Suor em Ouro

21 de fevereiro de 2011

Título: Transformando Suor em Ouro
Gênero: Biografia
Autor: Bernardinho
Ano: 2006
Editora: Sextante
ISBN: 8575422421
Número de páginas: 224
Nota pessoal: 3

Escolhi este livro para complementar o Desafio Literário 2011, depois de ter lido 2 mini biografias, achei que precisava de algo mais. Além de ser uma biografia é um livro motivacional.

Sinopse:
Bernardinho conta sua tragetório no mundo do Voleibol, desde sua infância quando decidiu se dedicar ao mundo dos esportes. Contando desde quando entrou para a escolinha de voleibol, sua entrada para a Seleção Brasileira até sua vida de técnico da seleção capeâ do mundo.

Personagem favorito:
Numa biografia eu constatei que é difícil ter um personagem favorito a não ser a pessoa do qual a vida esta sendo contada. Mas não posso dizer que o Bernardinho é meu personagem favorito. Ele tem um estilo de pensar muito diferente do meu. Portanto, este é o primeiro livro que não tenho nenhum personagem favorito.

Citações que me chamaram a atenção:
"Não há nada melhor do que jogar contra o Brasil quando ele é o favorito. Tenho a impressão de que o peso de toda uma nação é colocado sobre as costas dos jogadores. Nos Estados Unidos é muito diferente, talvez por já termos fanhado tantas medalhas em tantas modalidades... uma a mais, uma a menos não fazem tanta diferença."
Fonte: página 51
Infelizmente esta é a realidade do brasileiro, vemos isso pela copa do mundo de 2010, enquanto o Brasil estava ganhando os jogos todo mundo já considerava o Hexa, foi só perder um jogo para toda a nação ficar contra a seleção e com isso lá se foi o título de campeão e todo mundo caiu matando, falando que, o mesmo time que julgavam perfeito no começo da copa, era uma droga de time e que o técnico era um inútil, etc.
"Quanto mais você sua nos treinamentos, menos sangra no campo de batalha." Colonel Red
Fonte: página 57
Gostei muito desta citação e ela resume bem o estilo o que Bernadinho presa nas 224 páginas de sua biografia, que somente focando nos treinos e no preparo é que se atinge os objetivos e se conquista a plenitude.
Agora, um tema delicado: a responsabilidade. As pessoas têm a tendência de não admitir seus erros e suas ações. É o presidente que se omite, o governo que não acaba com a violência, o vizinho que joga o livo na rua e por aí vai - a justificativa usual é dizer que o problema está sempre no outro.
Fonte: página 194
Isso é algo que carrego comigo, isso é um problema de todo uma humanidade, não só os brasileiros tem este defeito mais todo o mundo, como diria Homer Simpson "A culpa é minha e eu boto ela em quem eu quiser".

Sobre a estrutura do livro:
Gostei da estrutura do livro, a capa é objetiva, deixando claro até onde vai a história do livro. As páginas são amareladas como eu tanto amo. O que não gostei no livro são as referencias das fotos, elas aparecem ao início de cada capítulo mas sem qualquer informação, somente ao terminar o livro é que temos o índice de fotos. Achei inapropriado, para saber a informação de cada foto ter que ficar indo da foto até o final do livro é massante.

Crítica:
Das biografias que li este mês esta foi a que menos gostei, mesmo porque o foco principal é ser um livro motivacional e isso me cansa um pouco. Ele sempre falar que a experiência de vida dele, assim como as técnicas que usa como técnico e como pessoa podem ser usadas tanto nos jogos como na vida, isso foi dito o tempo inteiro, inclusive ao final de cada capítulo existia uma página específica para isso, me cansou muito. Mas para quem gosta do estilo vale ler.

8 comentários :

  1. Não descartaria a possibilidade de lê-lo, mas o tom motivacional não me agrada muito. =D

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Xará não é um livro ruim, mas não é o tipo de livro que todo mundo tem que ler. Assim se tiver afim de ler algo e não tem nada além deste livro ai sim. Tanto que foi o último que li no tema de biografias.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Desde o lançamento tenho vontade de ler. Apenas por gostar de Vôley. kkkk

    Um grande abraço!!!

    ResponderExcluir
  4. É, também não sou muito fã do tom motivacional. Livros de auto-ajuda não são minha praia!
    Mas a resenha ficou ótima!
    Abraço!
    Lyani

    ResponderExcluir
  5. Oi Lyani pelo jeito este estilo de livros não faz o estilo de muita gente rsss, não sou a única.
    Fiquei feliz que gostou da resenha.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  6. Aline, confesso que escolhi este livro pelo mesmo motivo, gostar de volei.
    Mas o foco é totalmente a liderança dele sobre a seleção.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  7. Ih esse tom motivacional não me agrada em nada, mas admiro a trajetória do Bernardinho e estes pontos que tu salientastes na tua resenha são mesmo pertinentes.
    estrelinhas coloridas...

    ResponderExcluir
  8. Mi estou impressionada, todo mundo que comenta aqui fala que livro motivacional não rola, achei que eu fosse a única rsss.
    Beijocas pra vc, sempre adoro seus comentários.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita, esta convidada(o) a retornar sempre que quiser.
Gosto muito de saber o que as pessoas acham de minhas resenhas e críticas então, por favor deixe seu comentário.
E pode ter certeza que seu comentário terá uma resposta minha, portanto fique ligada(o) ;-D.
Beijocas

INSTAGRAM @fls.com.vc

LEITORES

RECEBA POR EMAIL