#VocêTemUmaMenteMilionária

Livros: Harry Potter e a Pedra Filosofal

18 de abril de 2011


Título Original: Harry Potter and the Philosopher's Stone
Gênero: Infanto-Juvenil
Autor: J. K. Rowling
Edição: 1
Ano do livro: 2000 (livro)
Editora: Rocco
ISBN: 9788523511010
Número de páginas: 263 
Ano do filme: 2001 
Duração: 152 minutos
Site Oficial: www.harrypotter.com
Nota pessoal: 5

Desde o momento que saiu o último livro de Harry Potter eu tento me programar para reler todos os livros na sequência, já li todos mais de uma vez, mas sempre antes da estréia do filme, e agora com o último filme resolvi aceitar o Desafio Mágico do Nenhum Pouco Épico ler todos os livros até dia 15 de Julho e ao terminar cada livro rever o filme. Então este post será 2x1.

Sinopse:
No dia 31 de Outubro de 1981 Harry tem sua vida mudada. Com a morte de seus pais ele é enviado para os cuidados de seus tios, os Dursley, porém estes não são como seus pais. Harry cresce dormindo no armário embaixo da escada na Rua dos Alfeneiros número 4 achando que aquela era sua vida. Até que em 31 de Julho de 1991, seu aniversário de 11 anos, um gigante lhe faz uma visita com uma notícia que irá mudar, ou melhor, revelar sua história "Você é um bruxo Harry". No dia 1º de Setembro Harry embarca no expresso de Hogwarts e este bilhete não é apenas para o início de suas aulas na Escola de Magia e Bruxaria Hogwarts, mas sim para uma aventura e um mundo de descobertas, inclusive de sua verdadeira identidade.

Personagem favorito:
Ai é tão difícil de escolher personagem favorito em uma série que mexe tanto comigo. Mas sempre me identifiquei muito com a Hermione Granger, e isso não mudou relendo o livro.
A Hermione passa por situações que vivenciei em minha infância, ser caçoada por ser CDF, não ter amigos pelo jeito de ser, até ter o seu jeito valorizado e conseguir poucos amigos, mas de muito valor.
Mas gosto muito também de Neville, Rony, Harry, Hagrid, Dumbledore, e tantos outros.

Citações que me chamaram a atenção:
Eu marquei algumas durante esta leitura, coisas  que me chamaram atenção desta vez. É interessante, pois cada vez que leio o livro uma coisa diferente me chama a atenção.
"Ele vai ser famoso, uma lenda. Eu não me surpreenderia se o dia de hoje ficasse conhecido no futuro como o dia de Harry Potter. Vão escrever livros sobre Harry. Todas as crianças no nosso mundo vão conhecer o nome dele."
Fonte: página 17 da 1ª edição em Português.
J. K. não é só uma escritora é um gênio e profeta, bem disse na 17ª página de seu primeiro livro, por intermédio de Profa. Minerva, o futuro de sua saga e ele se realizou. Hoje temos o PotterDay todos os dias 31 de Outubro e não há criança no mundo que não conheça Harry Potter, nem mesmo adulto, como eu.
"-Foi aí que...? - sussurrou a professora.
-Foi - confirmou Dumbledore. - Ficará com a cicatriz para sempre.
-Será que você não poderia dar um jeito. Dumbledore?
-Mesmo que pudesse, eu não o faria. As cicatrizes podem vir a ser úteis. Tenho uma acima do joelho esquerdo que é um mapa perfeito do metrô de Londres...."
Fonte: página 18 da 1ª edição em Português.

Bem disse o sábio Dumbledor, cicatrizes servem para nos lembrarmos de nossa história, de nosso passado e podem ser úteis em muitas situações.
"Neville nunca andara de vassoura na vida, porque sua avó nunca o deixara chegar perto de uma. No fundo, Harry achava que ela estava certíssima, porque Neville conseguira sofrer um número impressionante de acidentes mesmo com os dois pés no chão."
Fonte: página 127 da 1ª edição em Português.
Não é só Neville que tem estes problemas, eu também sofro do mesmo mal, caio até descalça, parei inclusive de usar saltos, pois vivia caindo :-S.
"Mas daquele momento em diante, Hermione Granger tornou-se amiga dos dois. Há coisas que não se pode fazer junto sem acabar gostando um do outro, e derrubar um trasgo montanhês de quase quatro metros de altura é uma dessas coisas."
Fonte: página 156 da 1ª edição em Português.
E ai eu choro. Acho esta passagem linda, o momento em que os três tornam-se amigos para sempre. Só de escrever aqui quero chorar.
"... Não faz bem viver sonhando e se esquecer de viver, lembre-se...."
Fonte: página 185 da 1ª edição em Português.
Eu mesma as vezes preciso me lembrar deste conselho de Dumbledore. As vezes preciso me dar uns puxões de orelha e lembrar de viver ao invés de sonhar.

Sobre a estrutura do livro:
Eu amo esta série então me dói o coração criticar, mas tenho que dizer que não gosto das páginas brancas, e é só. rsss
Claro que, ele poderia ter uma diagramação mais bonitinha, mas temos que concordar que em 2000 os livros não tinham uma diagramação bem feita.
A capa eu adoro, porém o nome de Harry em metálico não é nada favorável, porque se apoiarmos a mão nele para ler começa a sair. Ela mostra muitas das passagens do livro e isso é algo que gosto muito nas capas de livros.
E é impressionante, depois que sabemos a história, como é consegue caber em 263 páginas, eu achava que terminaria o livro sem terminar a história, de verdade rss.

Crítica do livro:

Reler Harry Potter para mim sempre foi um misto de emoções, mas desta vez foi pior, pois já comecei a ler chorando, porque agora realmente o fim se aproxima. Quando saiu o último livro ainda tínhamos o consolo dos filmes, mas agora acabou. Dia 15 de Julho é o final de uma era, a era Harry Potter. Comecei e terminei o livro chorando e tenho plena certeza que o mesmo acontecerá com os próximos 6, mas vou relatando para vocês aos poucos.
Não me lembrava de muita coisa, como por exemplo:
"Usava vestes longas, uma capa púrpura que arrastava pelo chão e botas com saltos altos e fivela. Seus óculos meia-lua e o nariz muito comprido e torto, como se o tivesse quebrado pelo menos duas vezes. O nome dele era Alvo Dumbledore."
Fonte: página 13 da 1ª edição em Português.
Gente, eu não lembrava que o Dumbledore usava salto alto, passada.
Ri muito também, como sempre o Rony me tira muitas gargalhadas e voltei aos tempos que eu ficava rindo sozinha no ônibus no caminho do trabalho.
Foi maravilhoso começar a reler todos os livros e agora vamos para a sequência.

Crítica do Filme:
Acho que este é um dos filmes mais fiéis que temos de Harry Potter, todos os capítulos foram traduzidos em imagens, claro que por ser uma adaptação ele sofreu algumas alterações, mas claro que sem alterar o sentido do filme, como já aconteceu em outras situações (PJ).
É engraçado que os atores são novinhos e sem a menor experiencia, e as carinhas que eles fazem são hilárias, eu me pego rindo com as tentativas de cara de susto, medo e tudo mais.
Eu adoro todos os filmes, então sou suspeita para falar.


E o que acharam? Eu estou nostálgica até agora.

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta