#VocêTemUmaMenteMilionária

Livros: O Arquiteto do Esquecimento

19 de abril de 2011


Título Original: O Arquiteto do Esquecimento
Gênero: Romance
Autor: Marcos Bulzara
Edição: 1
Ano: 2009
Editora: Life
ISBN: 9788562660160
Número de páginas: 470
Nota pessoal: 4

Primeiro livro recebido do Book Tour do Selo Brasileiro, que começou com chave de ouro.


Sinopse:
Livro conta a estória de Doran Visich um judeu Polonês que viveu durante 113 anos. Durante sua vida passou por muitas situações em que ele precisou provar seu valor, ter garra e força para seguir em frente. De filho do meio, à protetor da irmã mais nova, à aprendiz, à órfão, à escravo do holocausto, à refugiado, à pai, à marido, à arquiteto do esquecimento. Doran teve uma vida de experiências, realizações e sofrimentos, com uma estória emocionante.

Personagem favorito:
Difícil a escolha. Os irmãos Doran e Constantine são uma combinação que não faz com que possamos gostar mais de um do que do outro. Uma estória de amor que viaja através do século.

Citações que me chamaram a atenção:
"Chorar é tornar menor a profundidade do sofrimento"
Fonte: 1ª edição página 10
Uma reflexão que é usada ao longo do livro e traduz muitas de suas passagens.
"Gunther não gostava da guerra. Diferente de Eward, ele não suportava as atrocidades que eram cometidas contra os prisioneiros. Detestava a ideia de que o seu trabalho, de alguma forma, ou melhor, completamente, estava ligado àquele conflito. Era funcionário de uma indústria que se desenvolvia com a colaboração de centenas de desgraçados que, como escravos, trabalhavam quase sem descanso tendo como pagamento a preservação das próprias vidas."
Fonte: 1ª edição página 142
Eu não consigo entender como podem existir pessoas ruins no mundo, a ponto de machucar outros por diversão, como acontecia nos campos nazistas, e como acontecem nas guerras, nos cativeiros de sequestros, e em muitos lares. Me dói saber que divido o mundo com pessoas assim. É reconfortante ver que existem Gunthers no mundo.
"Sempre existirão líderes arrogantes que fabricam guerras sem nem terem a noção do que seja uma guerra. Pessoas morrem pelo ideal que não escolheram e sofrem sem entender que o seu sofrimento não serviu para nada. As medalhas e condecorações que depois enfeitam as paredes luxuosas dos gabinetes dos generais não valem uma única vida. Deveriam ter vergonha de exibi-las."
Fonte: 1ª edição página 302
É triste saber que parece cada vez mais impossível que o ser humano aprenda com os erros cometidos por outros no passado. Ainda vivemos em um mundo de guerras e atrocidades acometidas contra seres humanos. Será que um dia a raça humana conseguirá se desenvolver a tal ponto de aprender a viver em paz e harmonia? Seremos sempre animais irracionais vivendo num mundo hostil?
"A pequena ciclista não imaginava que o seu sorriso poderia significar algo para alguém que, nos últimos anos, havia-se transformado num dos mais renomados e influentes cientistas do mundo. Algu'me que, por duas vezes, se recusara a receber o prêmio Nobel de Química simplesmente por não reconhecer nenhuma relevância naquilo. Não lhe seduziam as glórias que o mundo lhe jogava aos pés. Não dava a mínima para outros tantos prêmios e láureas que as suas pesquisas rendiam. Doran Visich era um homem para o qual essas coisas realmente não tinha a mínima importância. Aquele pequeno sorriso da menina ciclista talvez valesse mais."
Fonte: 1ª edição página 302
Uma passagem que me tocou muito neste livro foi esta. Realmente as vezes nos pegamos em glórias, prêmios, em vitórias e muitas vezes ficamos obcecados por isso. Quando o que tem valor são mesmo as pequenas coisas, elas sim é que fazem a nossa felicidade.

Sobre a estrutura do livro:
O livro é lindo, a capa ilustra bem uma história que é contata através do tempo que, como em uma ampulheta, podemos ver ele passar.
A diagramação dele é maravilhosa, muito bem estruturada. Os capítulos são muito bem divididos, assim como as fazes em que o livro é dividido.
E apesar de o livro ser, acho que, uns 85% narrado, com poucos diálogos espalhados nas 470 páginas, ele não é cansativo, a história é tão evolvente e tão intensa que você embarca na história devorando os capítulos. A narrativa é em terceira pessoa, e apesar de ser, em alguns momentos, bem detalhado comentando a paisagem, lugares, etc só enriquece a leitura.

Crítica:
Eu tenho muita dificuldade em criticar um livro que gosto e este vai ser um deles.
Primeira coisa que me veio na cabeça ao terminar o livro "Ainda bem que o Doran viveu 113 anos, porque o tanto de coisa que ele viveu e sofreu, ele tinha que viver muitos anos para passar por tudo aquilo".
O livro é rico, um quebra-cabeça que montamos no decorrer dos capítulos.
Mesmo tendo interrompido a leitura por mais de uma semana, não perdi em momento algum o interesse pelo livro, e sempre vinha, em minha cabeça, algumas passagens lidas.
Toda vez que eu lia algo como "... uma nova reviravolta transformaria sua vida..." meu coração gelava e eu pensava "Meu Deus, o que mais pode acontecer com Doran".
Chorei muito, ri com Doran e Constantine e o livro foi um carrocel de emoções, uma lição de vida.

Comentário do Autor:
Perguntei ao Marcos Bulzara: O que (quem) te motivou a escrever o livro?
O que me motivou a escrever foi o desejo de escrever. Mas não um desejo qualquer e nem o desejo de escrever qualquer coisa. Eu tinha um desejo incontrolável de construir um texto que tivesse relevância, que emocionasse. Mas para que ele emocionasse aos outros, ele precisava primeiro me emocionar. E, tenha certeza, durante todo o processo de criação deste livro eu tive um envolvimento emocional muito forte. Espero que emocione a muitos leitores também.

Se fosse um filme:
Lendo este livro tive um mix de atores vinham na minha cabeça, uns brasileiros e outros não, confira:

Doran seria Tony Ramos (afinal ele já foi italiano, indiano, etc porque não ser polonês)

Constantine (irmã) seria Mackenzie Foy

Constantine (filha) seria Marjorie Estiano

Gunther seria Christoph Waltz

Isabel seria Cate Blanchett (apesar de ela ser Brasileira)
E vocês o que acharam? Se interessaram pelo livro? Caso queria adicionar na sua estante do Skoob basta clicar na capa do livro acima.

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta