#VocêTemUmaMenteMilionária

Livros: Delirium

23 de dezembro de 2011

Título Original: Delirium
Gênero: Distopia
Autor: Lauren Oliver
Edição: 1
Ano: 2011
Editora: Harper Collins
ISBN: 0061726826
Número de páginas: 441
Nota pessoal: 3

Este livro é do Book Blogger Tour do Murphy´s Library.


Sinopse:
Lena esta prestes a fazer 18 anos e com isso receber a tão esperada cura. Ela mora nos Estados Unidos e toda a sociedade recebe a cura quando atinge os 18 anos, pois os cientistas ainda não conseguiram fazer o procedimento em pessoas a baixo desta idade com sucesso. Esta cura é para a maior doença descoberta pelos cientistas, o Amor. A doença foi identificada como chave para diversos problemas de saúde desenvolvidos no ser humano como hipertensão, depressão entre tantos outros. A partir da cura tudo isso pode ser evitado, porém a pessoa perde a capacidade de amar.

Citações que me chamaram a atenção:
"Hearts are fragile things. That´s why you have to be so careful."
Fonte: página 8
"I´ve learned to get really good at this - say on thing when I´m thinking about something else, act like I´m listening when I´m not, pretend to be calm and happy when really I´m freaking out. It´s one of the skills you perfect as you get older."
Fonte: página 49

Sobre a estrutura do livro:
O livro, apesar de hard cover, é muito leve, as folhas são finas e com certa aspereza, gostei de manusear.
A narrativa é em primeira pessoa, e pelo fato de a protagonista ser um pouco indecisa me incomodou um pouco durante a leitura por não conseguir me identificar.
O enredo é bem estruturado e apresenta bem o cenário para que o leitor seja introduzido. E por ser narrado por uma adolescente é uma leitura fácil e fluída.

Crítica:
Achei interessante a ideia de o Amor ser encarado como o vilão da história. Mas achei que foi um erro gravíssimo o procedimento de cura corrigir até a homossexualidade, uma vez que a homossexualidade é uma orientação afetivo-sexual, entendo que os sentimentos sejam expurgados e que a pessoa não tenha mais a capacidade de se sentir atraída, se apaixonar, etc, mas até ai ser "corrigida" e poder viver de forma plena com o sexo oposto não faz muito sentido.
Por ser um livro distópico e que se passa anos no futuro achei que existe muita referencia aos costumes dos americanos, além de muita referencia religiosa. Não consigo imaginar pessoas que não tem a capacidade e amar serem fiéis à Deus, não faz qualquer sentido. Mesmo aqueles menores de 18 anos, com quem aprenderiam as crenças? Não, esta parte não colou.
A protagonista me irritou um pouco, muito sem atitude, morna, eu gosto de ler livros com protagonistas fortes e decididas, ainda mais os que são narrados na primeira pessoa. Gostei mais da amiga Hanna.
O livro me lembrou muito Destino, o que não foi muito bom para a minha leitura, mas felizmente ele é infinitamente melhor. A definição da sociedade, procedimentos, e todo o contexto é muito bem apresentado, mas o foco é voltado mesmo para o drama da protagonista.
Eu queria mesmo era ler um livro distópico que seja completamente voltado para a sociedade, Jogos Vorazes quase conseguiu isso.
O livro é bom, apesar de bastante previsível, com um romance lindo, porém eu esperava mais, na verdade eu queria mais.

Book trailer



E vocês o que acharam? Se interessaram pelo livro? Caso queria adicionar na sua estante do Skoob basta clicar na capa do livro acima.

INSTAGRAM @fls.com.vc

LEITORES

RECEBA POR EMAIL