#VocêTemUmaMenteMilionária

Livros: O Nome do Vento

28 de fevereiro de 2012



Título Original: The Name of the Wind
Gênero: Aventura
Autor: Patrick Rothfuss
Ano: 2009
Editora: Sextante
Número de páginas: 650
Nota pessoal: 5

Você esta prestes a embarcar em uma aventura. Prepare-se, você precisará de 3 dias para conhecer a história de Kvothe e como ele se tornou o famoso Matador do Rei, entre outros tantos nomes que recebeu ao longo de sua vida.

Sinopse:
Um homem marcado pela vida que esconde um universo de segredos, ao conhecer um famoso contador de histórias, resolve que chegou o momento de se abrir e revelar toda a sua trajetória. Então três dias são necessários para que sua história seja contada no detalhe.

Personagem favorito:
Além de Kvothe tenho muitos outros, como seus melhores amigos Sim e Wil. Além de Auri, ela é simplesmente encantadora.

Citações que me chamaram a atenção:
"... É difícil sofrer acusações injustas, mas é pior quando quem nos olha com desdém são grosseirões que nunca leram um livro nem viajaram para mais de 30 quilômetros do lugar em que nasceram."
Fonte: página 63
"-Você mesmo disse que não havia nada que pudesse fazer.
-Podia - disse Kvothe, com ar sério -, mas não fiz. Fiz uma escolha e me arrependo dela até hoje. Os ossos se consolidam. O arrependimento fica com a gente para sempre."
Fonte: página 168
"-Você pode ir, se quiser. Eu não gostaria de lhe fazer uma serenata por acidente.
-Oh, você não deve ir embora - disse-lhe Auri, com expressão mortalmente séria. - A voz dele é como o trovão, e suas mãos conhecem todos os segredos ocultos nas profundezas da terra escura e fria."
Fonte: página 457

Sobre a estrutura do livro:
O livro por ter 650 páginas é bastante pesado, quero ver como será ler a sequencia que conta com quase mil páginas. A diagramação é simples, os capítulos são muito bem divididos.
Com uma narrativa fluída e cativante, o interessante é que o livro inicialmente é narrado em terceira pessoa e então passa a ser narrado em primeira pessoa quando o protagonista conta sua história. Outro ponto interessante é que todas as perguntas formadas pelo leitor são feitas pelo personagem Bast (pelo menos comigo foi assim) e prontamente respondidas por Kvothe da forma mais simples e encantadora.

Crítica:
Este é um típico livro a ser degustado, não é um livro para ser devorado, caí na besteira de fazer uma aposta e tive que correr nos capítulos finais para terminar o livro no prazo, confesso que não apreciei da forma que deveria e já coloquei como meta reler até o final do ano.
Claro, que como qualquer livro, ele tem seus altos e baixos, não é um livro que você aprecia desde o primeiro capítulo, ele tem sua parte cansativa e desgastante como qualquer livro longo. Com um ritmo linear o que torna as partes massantes necessárias, e com o desenrolar da estória o leitor é envolvido em seu mundo, e devido a sua variedade de personagens não tem como não nos identificarmos com algum.
Gostei de muitas coisas neste livro entre elas a forma pura e simples como ele descreve o amor entre seus pais. Ele nos mostra com isso que o maior valor da vida esta nas pequenas coisas.
É um livro que além de entreter ele ainda nos ensina muito sobre valores, perdas, amadurecimento, enfim um caminhão de aprendizado.
Só senti falta mesmo de um dicionário para a língua criada pelo escritor, mas ainda assim as explicações estavam presentes.
Não tenho muito o que falar a respeito sem revelar spoiler, mas digo que vale muito a pena e é um livro maravilhoso, estou ansiosa pela continuação, afinal existem muitas pontas que ficaram soltas para sua continuação e quero muito saber como a aventura continua.

Booktrailer


LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta