#VocêTemUmaMenteMilionária

Livros: Fifty Shades of Freed

16 de novembro de 2012


Título Original: Fifty Shades of Freed
Gênero: Romance Erótico
Autor: E. L. James
Ano: 2011
Editora: Vintage
Número de páginas: 578
Nota pessoal: 3

Depois de ficar completamente frustrada com o segundo livro eu resolvi me afastar do Mr. Grey por uns tempos, a nossa relação não estava nada saudável. Ai com o burburinho sobre o lançamento do livro que encerra a trilogia no Brasil, não resisti a tentação e fui fazer minha última visita ao Red Room of Pain.

Sinopse:
Agora Anastasia é Mrs. Grey. A relação que de sonho passou para pesadelo, acabou se tornando um conto de fadas, e hoje ela esta casada com o ex-solteiro mais cobiçado dos Estados Unidos, tendo assim a lua de mel mais romântica e erótica de todas, mas voltar ao mundo real lhe mostra que vida de casada não será nada fácil de acompanhar e manter.

Crítica:
Devo admitir que nos primeiros dois livros até que achei a tiradinha de "deusa interior" bacana, mas no terceiro livro a escritora exagerou na dose e realmente deu no saco (desculpem, mas ela me irritou depois de aparecer mais de uma vez por página).
O livro ficou massante e cansativo afinal tudo se tornou repetitivo demais, sexo, briga, reconciliação, ciúmes, sexo, 'Oh, my Fifty', 'nunca entendo sua mudança de humor', sexo, e por ai vai. O livro de quase 600 páginas acabou sendo uma bela enrolação.
Sendo bastante sincera, esta série poderia muito bem ser um volume único, afinal não tem tanta história, até a relação do casal é toda muito rápida, muito detalhe no sexo e pouco conteúdo de enredo. Devo admitir que por diversos momentos pensei em abandonar o livro, o que me segurou até o fim foi a esperança de ele ficar melhor, afinal uma série de sucesso tem que ter algum motivo, no caso de Fifty Shades os únicos que enxergo são as semelhanças com a Saga Crepúsculo e os sexo narrado em detalhes, nada além disso. Admito que esta avaliação 3 por pouco não foi para 2, porque realmente achei que a série decaiu muito de um livro para outro, tinha um grande potencial que não foi desenvolvido e deixou muito a desejar do segundo livro em diante.
Apesar dos pontos citados acima a escritora teve uma sacada que achei bacana que é o fato de ela não iniciar a narrativa a partir da última passagem do livro anterior, começando direto na lua de mel do casal e, para preencher as lacunas, faz a protagonista relembrar os momentos mais relevantes que aconteceram neste intervalo.
Mais uma vez a autora pecou no mesmo ponto, incluiu vilão (que estava mais para vovozinha do que para lobo mau) criando expectativas de que a história teria uma reviravolta e nada aconteceu. Também achei que os problemas do Christian seriam apresentados de forma mais profunda, principalmente pelo prólogo, mas mais uma vez fui iludida já que a escritora deixou para falar sobre o passado dele somente no final do livro e eu já estava completamente desgostosa com todo o resto que acabei nem apreciando.
Realmente estava com grandes expectativas para o último livro que se mostrou morno e sem graça.
Ainda assim estou bastante curiosa para conferir a adaptação para os cinemas, espero que o elenco seja escalado o quanto antes para colocar um fim com os rumores exagerados (vamos combinar Justin Bieber como Christian? Qual é?).

Trailer fan made
Para ilustrar um pouco da série Fifty Shades encontrei este teaser que achei perfeito, com os atores que imagino nas telonas. Matt Bomer interpretando o (sexy as hell) Christian Grey e Alexis Bledel como Anastasia Steele.
Existe até um poster criado para o casal. Eu super apoio e acho melhor do que muitas as opções que a mídia vem divulgando por aí.

Este é o encerramento da série Fifty Shades, publicada no Brasil pela Editora Intrínseca, para conferir a resenha dos livros anteriores basta clicar nas capas abaixo:
E vocês o que acharam? Se interessaram pelo livro? Caso queria adicionar na sua estante do Skoob basta clicar na capa do livro acima.

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta