#VocêTemUmaMenteMilionária

Filmes: O Hobbit - Uma Jornada Inesperada

17 de dezembro de 2012


Título Original: The Hobbit - An Unexpected Joruney
Gênero: Aventura
Ano: 2012
Duração: 175 minutos
Site Oficial: http://www.thehobbit.com/
Nota pessoal: 5

Sinopse
Bilbo se prepara para sua última aventura, então resolve deixar registrado para seu sobrinho Frodo os relatos da sua primeira e grande aventura que transformou o pacato hobbit em um grande aventureiro e conhecedor do mundo e de diversas raças, assim como passou a carregar seu grande fardo que o levou a longevidade. Voltando no passado, ele revive o início de tudo, quando conheceu Gandalf e foi escolhido para ser o 14º integrante junto a 13 anões que buscam retomar sua montanha e seu tesouro que foi dominado pelo dragão Smaug.


Crítica:
Confesso que, assim como a maioria das pessoas que leram o livro, eu estava com o pé atrás pelo fato de a adaptação ser dividida em três partes, afinal não estamos falando de um livro longo e rico em detalhes. Mas para a minha grande felicidade fui surpreendida com uma maravilhosa adaptação.
Não resisti em assistir o filme duas vezes e pude conferir na tecnologia HFR 3D e em 2D, e pela primeira vez na história do Filmes, livros & séries eu recomendo que as pessoas não deixem de conferir em 3D (mas desde que seja HFR) porque vale muito a pena, quando assisti no dia seguinte em 2D o filme até perdeu um pouco do brilho (para conhecer mais sobre a tecnologia e saber quais salas no Brasil estão transmitindo clique aqui).
Me arrependi demais em não ter separado um tempinho para reler o livro antes de ver o filme, afinal muitas cenas não me lembro se estavam realmente no livro ou se foram inseridas na história, claro que conversei com muitos amigos que leram ou releram o livro antes de assistir e eles me confirmaram algumas coisas, mas não posso falar nada a respeito visto que eu realmente não me lembro, por isso para a estréia da segunda parte vou separar um tempo para reler o livro e assim estar com a história mais fresca na memória.
Independente de ser uma adaptação 100% fiel ou de existirem cenas que não estão no livro o que realmente importa é que foi uma adaptação maravilhosa, no padrão Peter Jackson de ser. Os fãs das adaptações de O Senhor dos Anéis não irão se decepcionar e sairão do cinema com uma sensação de nostalgia e um gostinho de quero que chegue O Hobbit - A Desolação de Smaug logo, mas infelizmente teremos que esperar até dia 13/12/13 para isso acontecer, já a conclusão da história levará menos tempo para ser lançada, O Hobbit - Lá e de volta outra vez esta previsto para 14/07/14.
Voltando ao primeiro filme... o único ponto que eu realmente não gostei é que as batalhas, em sua maioria, tinham o visual de jogos de vídeo game então perdeu um pouco da magia do cinema, acho a tecnologia muito importante para a evolução da sétima arte, mas gosto quando um filme exige dos atores, e em lutas é tão legal ver coreografias que nos passam a impressão de realidade e neste filme acabou se perdendo um pouco. Ainda assim não tira o mérito de ser um filme magnífico.
No demais tudo é perfeito, os atores são fantásticos, e felizmente a aparição do Frodo foi da forma como imaginei, manter o elenco original é um ponto extremamente positivo, afinal depois poderemos assistir aos filmes de O Hobbit seguidos pelos de O Senhor dos Anéis, sem sentir grandes diferenças (a não ser a cena em que o Bilbo encontra o anel).
A trilha sonora a princípio eu tinha torcido um pouco o nariz por achar que estava exatamente igual ao da trilogia anterior em algumas partes (acho que devido ao sono não prestei tanta atenção), mas ao assistir pela segunda vez eu pude perceber que na verdade eles usaram as mesmas bases mas que reescreveram uma nova trilha sonora para esta série o que me fez ficar satisfeitíssima com o resultado e mudado completamente de opinião, claro que minha música favorita ainda continua sendo Misty Mountains que me conquistou já no trailer do filme (não me canso de escutar).
Este é um filme rico, não só com atores maravilhosos e músicas sensacionais, mas também com uma fotografia que nos faz querer viajar pelo mundo em busca de lugares tão lindos como aqueles um cenário perfeito e um show para os olhos.,
Um ponto que achei uma sacada de mestre foi o Smaug, percebam que em momento algum mostrou o dragão, sempre foram mostradas suas sombras e algumas partes de seu corpo, durante a invasão foi possível ver somente uma de suas patas e um pedaço de seu rabo, e só no final é que temos um pouco mais do dragão mas ainda assim não é muito, o que para mim foi perfeito e nos deixou ainda mais com ansiedade pelo segundo filme onde o foco será ele.
Vi muitas perguntas circulando na rede se as pessoas preferem O Hobbit ao O Senhor dos Anéis, vamos lá pessoal não existe comparação, ao menos para mim é como se tudo fosse uma coisa só, assim como os filmes vão se complementar. Então não, não tenho preferências, tudo se completa e se encaixa de forma perfeita.
Bem eu percebi que quando escrevo sobre algo acompanhado de sua trilha sonora o post rende que é uma beleza, então vou parar por aqui deixando minha recomendação para que não deixem de assistir e se possível que o façam em HFR 3D (louca para assistir novamente).

Este filme é a primeira parte da adaptação de uma das fantásticas obras de J. R. R. Tokien, O Hobbit. Saiba mais sobre o livro clicando na capa abaixo:

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta