#VocêTemUmaMenteMilionária

Filmes: As Aventuras de Pi

7 de janeiro de 2013


Título Original: The Life of Pi
Gênero: Drama
Ano: 2012
Duração: 129 minutos
Site Oficial: http://www.lifeofpimovie.com/
Nota pessoal: 5

Eu não poderia ter escolhido melhor filme para fazer minha primeira sessão de cinema do ano.

Sinopse
Pi Patel é um indiano que cresceu em meio ao zoológico da família e sempre teve uma tendência a curiosidade por culturas, religiões e comportamento animal. Em uma das lições de seu pai ele perde o encanto pela vida, achando que tudo o que ele acreditou durante todos seus anos de existência não passam de uma grande mentira, sua fé. Durante uma crise os pais se veem obrigados a vender o zoológico, para isso toda a família precisa ir de navio com os animais para o Canadá, infelizmente uma tragédia faz com que este não chegue a seu destino e Pi é um dos únicos sobreviventes ao lado de uma hiena, um orangotango e um tigre de bengala, então precisa lutar por sua sobrevivência.



Crítica:
É engraçado, muitas das pessoas que assistiram ao filme antes de mim e me conhecem disseram que eu certamente não gostaria devido ao grande apelo religioso, visto que sou ateísta. Ao sair da sala de cinema percebi como as pessoas estava enganadas e não me conhecem tão bem quanto julgam conhecer.
A tempos que não assisto a um filme tão lindo, seja na parte visual, história, relação dos personagens e até mesmo a mensagem.
Muitos podem dizer que o filme tem um final bastante clichê, mas até mesmo um clichê quando bem apresentado é algo maravilhoso.
Fiquei encantada com tudo o que pude apreciar e absorver nestas duas horas em uma sala de cinema e confesso que não vejo a hora de ter este filme para rever quantas vezes quiser.
O filme trata sobre religião sim, mas não é de uma forma a tentar converter as pessoas ou até mesmo forçar o entendimento. Me vi em Pi criança quando ele confronta o padre por não entender como um pai (Deus) poderia colocar o filho (Jesus) para sofrer e morrer por ilustres desconhecidos. A forma como a religião é apresentada é muito interessante por mostrar os conflitos e dualidades que existem,  ainda tornando o protagonista praticante de diversas das doutrinas por achar que uma completa a outra e o fazem completo. Apesar de eu não acreditar em Deus, religião e tudo o mais eu acredito na fé e que esta sim pode fazer milagres e transformar vidas, e é isso que o filme mostra. Mas não estou aqui para discutir religião ou até mesmo fé, acho que cada um ao assistir vai tirar uma mensagem neste aspecto.
O que falar do visual do filme? Sinceramente fico sem palavras para descrever a emoção de prestigiar uma adaptação tão linda. As imagens deste filme, por mais que sejam praticamente todas digitais, são de tirar o fôlego, um verdadeiro banquete para os olhos. Apesar de ter assistido em 2D não posso reclamar, ainda vou tentar conferir em 3D para ver quais são as diferenças. Um ponto muito interessante é o tigre de bengala, todas as cenas digitais foram muito bem feitas que não consegui perceber a diferença de quando era real e quando era digital, até mesmo os movimentos foram todos muito perfeitos.
Em um filme que os protagonistas são um humano e um animal é claro que a trilha sonora faz toda a diferença para garantir o apelo emocional e mais uma vez não houve pecado ou exageros (confira a trilha sonora aqui), já para o trailer acho que a escolha de Paradise do Coldplay foi um golpe muito baixo, porque já chorei só na primeira vez que assisti e tive certeza de que este seria um filme maravilhoso e entraria para a lista de favoritos da vida (sinceramente ainda não entendo como meus amigos acharam que eu não iria gostar, mas...) e não estava errada.
Mas o que mais me agradou no filme não foi o visual, história e sim o fato de o elenco ser de completos desconhecidos no mundo de Hollywood que deram um verdadeiro show de interpretação e emocionou a muitos.
Este é um filme que leva o espectador a refletir sobre a vida, não só a respeito de suas crenças, mas com o todo. Eu por exemplo me peguei com a mensagem final de Pi para o escritor, de que toda a história tem dois lados, podemos enxergá-la de forma crua e dura ou então transformá-la em uma grande fábula, e eu sou a favor da segunda opção sempre.
Amei o filme e recomendo muitíssimo a todos que assistam, tenho certeza de que, assim como eu, não irão se arrepender e sairão do cinema refletindo sobre a vida. Agora estou louca para pegar meu livro, já adquirido, e me aprofundar ainda mais nesta maravilhosa história, embora tenha a impressão de que este seja um daqueles em que o filme é muito melhor do que o livro, afinal me pego pensando como o escritor irá transmitir a magia visual apresentada na adaptação.


Curiosidades:
Em momento algum Suraj Sharma, intérprete de Pi, esteve em um bote com um tigre durante as filmagens. O animal foi criado através da tecnologia CGI, sendo que um tigre verdadeiro foi usado apenas em sequências em que apareceria sozinho, como quando ele nada no oceano.
Fonte: Adoro Cinema

O filme é adaptação do livro A Vida de Pi publicado pela Editora Rocco, agora relançado pela Editora Nova Fronteira com o mesmo título do filme.

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta