#VocêTemUmaMenteMilionária

Mangá: Fairy Tail

22 de janeiro de 2013


Aproveitando o >> Novo LayOut do Blog << decidi que valia a pena tentar fazer a minha primeira resenha! mais ou menos misturada com uma dose não letal, e ainda sim interessante, de curiosidades sobre Mangás..


Sendo assim, escolhi um mangá com o qual entrei em contato a pouco tempo, e que sinceramente, me apaixonei. Minha Opinião Pessoal? Eu adorei desde a abertura do primeiro episódio [Conheci essa série por meio do Anime, à princípio] e a pressa de saber o que acontecia fez com que eu praticamente devorasse / lesse os mangás.

Seguindo o MÉTODO PATENTEADO VIVIFERR DE AVALIAÇÃO, a nota que eu dou para esse mangá é : 
5
E indico a qualquer pessoa que goste de histórias bem construídas com pitadas de Aventura e boas e repetidas doses de Humor. 

Ok. é bom é legal mas >> Do que se trata ? <<


A história se desenvolve em torno da personagem Lucy Heartfilia, uma maga de 17 anos que almeja se tornar uma grande e poderosa maga. Para tal feito, ela viaja com o objetivo de se afiliar à uma guilda, que todos nós que estudamos história direitinho no ensino médio sabemos o que é e para que serve, porém para  aqueles que faziam parte da galera do fundão : à fim de arranjar dinheiro com trabalhos esporádicos, moradia, e mais, desenvolver suas habilidades com Magia Estelar.


Lucy, então, depois de alguns desencontros, se encontra nesta guilda, que possui a fama de ser a mais poderosa do reino, e detentora dos mais poderosos magos já vistos, entre eles Salamander; Titânia a rainha das Fadas; e o Demônio Mirajane. Lucy até então uma maga inexperiente, e que nunca havia sido membro de uma guilda, passa a conhecer e acompanhar seus companheiros e aceitar trabalhos [meio pelo qual a guilda de magos ganha dinheiro e popularidade dentre a grande população de não-magos, estes que requisitam os trabalhos]

A história do mangá também se aprofunda no passado e nas personalidades de cada um dos muitos membros da Guilga Fairy Tail, e na relação desta com as outras tantas guildas existentes e rivais. Cada personagem é dono de uma história única e com muita profundidade, sendo revelado aos poucos através dos Arcos.


Esta história, até o presente momento, é dividida em 11 arcos, com o acréscimo de dois outros que só estão presentes no Anime. Cada um destes arcos delimita o começo e o fim de uma nova saga. Sempre tendo em vista de que acontecimentos anteriores influenciam os acontecimentos dos Arcos futuros, seja pelo acréscimo de personagens ou situações.


--- Os mangás que possuem adaptações para anime, como Naruto, Bleach e tantos outros, seguem um cânone básico, onde o Anime sempre está atrasado em relação ao mangá. E em situações em que o Anime ALCANÇA a velocidade das publicações, são incorporados à versão animada as chamadas "sagas filler" que como o nome já diz, têm a função de "encher" espaço, assim fazendo com que as publicações tomem novamente a dianteira e distanciem-se da animação ---


 Este mangá é classificado como gênero Shōnen, ou seja, "garotos". É um mangá que por definição é direcionado ao publico masculino jovem, podendo, claro e por favor, ser lido por qualquer outra repartição do público leitor.


O que define esse gênero como "para Garotos" é a presença de cenas de Humor e de Ação bem ao estilo garotão piadista que adora um bang-bang, seguidas por situações onde "a vitória deve ser alcançada a qualquer custo". Outro ponto curioso desse gênero é a presença sempre proposital acidental de personagens fêmininas em situação de semi-nudez ou de poses sensuais; detalhe ao qual é dado o nome de Ecchi.


Fairy Tail é datado de 2006, ainda em publicação [ :) ] com publicação brasileira pela editora JBC. é um Mangá de  capítulos semanais no japão.. o que hoje em dia, com a internet e a tradução, o torna semanal no mundo todo [rsrsrs]

Fontes: Wikipédia \o/ e FairyProject.


LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta