#VocêTemUmaMenteMilionária

HQs: Personagens GAYS

7 de março de 2013


Cada vez mais notamos em alta a inclusão da homossexualidade em vários meios de entretenimento. Seja no cinema, televisão ou literatura, percebemos a importância que os autores estão dando a essas personagens com opções sexuais diferentes. Às vezes por incrível que pareça esses mesmo personagens podem se tornar grandes personagens no decorrer da história. Outra ora não, pois ainda existe essa certa “inclusão” necessária e representativa da sociedade momentânea pela ideologia dos próprios autores, o que por olhos de muitos podem ser tornar agressiva, desrespeitosa e desnecessária. Tal esse problema ainda ocorre em uma mídia, que não é muito velha, mas também não é muito aceitável a esse tipo de características, por parte dos produtores e de alguns leitores: os quadrinhos.

Antes de você começar a ler esse post gostaria de informar que alguns textos e conhecimentos apresentados aqui se baseiam em opiniões minhas e de terceiros com permissões pelos mesmos para serem publicados, pois ao longo da leitura você irá encontrar algumas opiniões sobre o assunto, dos entrevistados. Se ao final da leitura você discordar em parte ou ao todo, peço gentilmente que use o campo de comentários abaixo para que eu possa estar respondendo. Também estou aceitando críticas e elogios, dos melhores aos piores. Mas por favor, sem qualquer desrespeito com o autor (eu), as pessoas envolvidas e as opiniões delas. Também peço para que, se você não aceite esse tipo de assunto tratado aqui nessa coluna, por favor não leia e tente evitar futuros arrependimentos ou problemas.

Algum tempo atrás uma das maiores e importantes editoras de quadrinhos da história, a casa de ideias “Marvel”, revelou em uma de suas edições um beijo entre duas pessoas do mesmo sexo.  Quem protagonizou esse beijo gay foi um dos seus personagens mais famosos e cultuados pelos fãs e leitores de quadrinhos, o Wolverine, e também o semideus grego Hércules. Isso foi tão intenso que pegou todos de surpresa e claro, a reação que não seria novidade, acabou gerando polêmica e comoção mundial.



Não quero nem saber o que ele faz com aquelas garras...



Entre os mimimis alheios, as piadinhas preconceituosas alá Zorra Total e as ameaças “moscas de sofá” de morte diretamente nas redes sociais desse mundão de Deus (vou xingar muito no Twitter), para os desinformados: o Wolverine não é gay.

Calma, eu não estou aqui defendendo a causa gay GLBTS34-@1#Q e nem o desejo sexual de um super-herói gay com garras ultra afiadas. Pelo contrário, se você acompanha nem que seja um pouco os quadrinhos vai entender o porquê de não fazer muito barulho por aí e nem ligar muito para o “segredo do Wolverine”.

Aquele não é o verdadeiro Wolverine! E Não, ele não é o James "Logan" Howlett, mais conhecido como o VERDADEIRO WOLVERINE!

Se você quiser conhecer o universo Marvel precisa saber que nesse universo existem outras linhas temporais que não seguem o rumo clássico e original da Marvel e os seus personagens, ou seja, não interfere em nada na história original do verdadeiro Wolverine. E sim, ele ainda, na sua linha temporal, gosta de mulheres - pretendo um dia começar a inicializar as histórias de super-heróis aqui no blog, explicando mais ao fundo toda essa confusão.

O atual volume de X-Treme X-Men, o quadrinho do beijo, foi lançado em 2012. Diferentemente do anterior, a revista traz uma versão dos X-Men que não é aquela que conhecemos. A equipe mutante usa um conceito parecido dos “Exilados”, ou seja, é formada por personagens das mais diversas dimensões marvelrísticas. O Wolverine gay trata-se do General James Howlett, que foi apresentado pela primeira vez em janeiro de 2012. E praticamente desde o começo é estabelecido que Howlett é homossexual assumido e teve um caso com Hércules. Ou seja, o tal beijo em X-Treme X-Men #10 foi apenas uma extensão dessa narrativa.

Então porque estão reclamando tanto do Wolverine beijar rapazes?!


A questão não é essa. Muitas pessoas entenderam erroneamente a insatisfação geral de quem acompanha os quadrinhos e outras acabaram entendendo errado a reação de quem entendeu errado e, também a própria reação – entendeu?

Simplificando a polemica: Um ser infeliz que nunca leu ou não conhece esse universo, pos as mãos nessa edição e viu o Wolverine beijando o Hércules, um personagem que é bem representativo na história, e aí gerou toda a confusão. E pronto, essa foi a ração para dar aos hipócritas e desinformados, junto a internet. Sendo que a história já existia a quase 1 ano.  

Wiccano e Hulkling são membros dos Jovens Vingadores. E são companheiros.

O que estamos discutindo aqui também é que não há um problema em ter um personagem gay nas histórias e principalmente nos quadrinhos, até por que existem vários personagens gays (e personagens gays legais!) nos quadrinhos, mas sim escolher um personagem que já é cultuado por vários tipos de fãs e tramar uma série de eventos intrínsecos errados que estão pelos bastidores de uma simples revistinha de papel e que vai além de toda essa confusão - E é claro que eu também não nego que existe uma parcela de pessoas que não aceitaram o Wolverine ser gay. Apesar que eles não ligam por justamente não fazer parte da história original da Marvel.


Vinicius: Como um não leitor de quadrinhos e gay, o que você acha de personagens gays nos quadrinhos?




A1: Eu acho que um gay em quadrinho é algo atípico agora, mas nada mais é que os (escritores, desenhistas) Adaptando suas historias para mais perto do cotidiano. Um personagem gay no quadrinho nada mais é que um personagem como todos os outros, nada de especial por isso. Justamente por hoje isso ser uma coisa totalmente normal e o publico ser mais maleável a isso. Não vejo problema nenhum.
 

Não me entenda mal, eu não sou homofóbico. O ponto é que as pessoas ainda não se acostumaram em aceitar os outros independentes do que eles sejam. O que para mim esse é o grande problema da sociedade: aceitação. Você introduzir um assunto sério e delicado desse em um mundo completamente diferente, ainda é complicado. Mas saibam que aos poucos isso está mudando pelo menos nos quadrinhos. Já existem personagens que independente da sua orientação sexual são carismáticos e legais. E eu não só estou dizendo de super-heróis! Como eu disse, ainda é um assunto delicado e que aos poucos tem que ser apresentando ao leitor, visto que há quem aceite. Esses assuntos à parte, o real aqui é você pegar um personagem muito famoso na história e bem representativo e dar esse impacto. O que em minha opinião seria um problemão. 


Vinicius: Eu preciso da sua opinião como hetero e não leitor de quadrinhos sobre o que você acha sobre personagens gays nos quadrinhos.



H1: Eu acho que, se eu não tenho algum tipo de preconceito de homossexuais fora dos quadrinhos, por que eu teria dentro deles? Pra mim é uma coisa totalmente normal, já que o fato dele ser gay não está na historia principal do Wolverine. Acho que não teria problema algum ter um Wolverine gay em outra história. Do mesmo jeito que há preconceitos raciais... E temos o Lanterna Verde, que além de ser negro também é gay. Corrija-me se eu estiver errado...
 
 É, você errou a cor do Lanterna.

São gays mas são legais!

Wallace Wells, colega de quarto e melhor amigo de Scott Pilgrim. Um dos melhores personagens gays que eu tive o prazer de conhecer durante a minha leitura dos volumes de "Scott Pilgrim - Contra o Mundo"!

Existem personagens gays nos quadrinhos a mais tempo do que você pode imaginar, mas a maioria é construída com essa característica e não a desenvolvem com um longo tempo (tipo, 50 anos depois da sua criação) e é aí que está a parte legal de criar uma personagem gay, dar uma origem e desenvolvimento natural a ela independente dos eventos que irão interferir na sua história. No caso do Wolverine e de outros ícones dos quadrinhos que são ou possivelmente vão se transformar em homossexuais, acredito que tratando de personagens importantes, os próprios engravatados usam isso como fonte de fazer dinheiro e gerar polêmica. Eles podem até quererem dar uma nova visão moderna às histórias, mas isso não justifica que agora “gay é uma moda” e precisam seguir o fluxo dessa massa mais conhecida como “a modinha”. 

Mas eles seguem!


Vinicius: Como hetero e leitor de quadrinhos, o que você acha de personagens gays nos quadrinhos?



H2: Não tenho nada contra personagens gays... CONTANTO que eles já sejam gays desde a criação do personagem, achei RIDICULO isso de transformarem o Wolverine em gay. O cara ja é um personagem lendário, consagrado... transformar ele em gay foi dedo do meio gigante pros fãs.
 

Esse é o verdadeiro problema! Tratar como se fosse algo novo, material e que lá na frente consigam o resultado que queriam, gerando lucros e evoluindo a algo oportunista. Mas lembre se que estamos falando sobre pessoas, seres humanos que vivem e respiram o mesmo ar que todos. E transformar isso em algo material é desumano e desrespeitoso. 

Vinicius: Você sendo gay e leitor de quadrinhos, o que você acha sobre personagens gays nos quadrinhos, se isso é muito apelativo, é necessário, normal...?

A2: Bom, não acho nada. Do mesmo jeito que há personagens héteros, existem os gays. Os quadrinhos retratam a realidade com fantasia. E na realidade existe gay.

Vinicius: Seja um pouco mais direto...

A2: Eu como GAY, não como ser humano? Eu protejo muito isso... eu vejo as pessoas como seres humanos. No caso dos quadrinhos, vejo todos eles como super-heróis. Não acho necessário e nem desnecessário eles retratam a realidade. Se fizerem isso, vão existir super-heróis gays, do mesmo jeito que existe pessoas gays.

O primeiro CASÓRIO GAY nos quadrinhos. Estrela Polar e o seu noivo.


E o que vocês acham? Comentem aí embaixo! ;)

INSTAGRAM @fls.com.vc

LEITORES

RECEBA POR EMAIL