#VocêTemUmaMenteMilionária

Livros: No Escuro

27 de março de 2013


Título Original: Into de Darkest Corner
Gênero: Drama
Autor: Elizabeth Haynes
Ano: 2013
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 336
Nota pessoal: 4

Confesso que ao pedir este livro para a Editora Intrínseca eu não fazia ideia de o que esperar, imaginei sim um suspense mas não algo tão carregado de dor.

Sinopse:
Catherine é uma mulher descolada e moderna, sempre buscando a melhor forma de curtir a vida, até conhecer e se apaixonar por Lee.
Cathy é uma mulher amedrontada e rodeada por fantasmas que tem como grande companheiro seu Transtorno Obsessivo Compulsivo.
O que as duas tem em comum? Uma é passado e outra é o presente da mesma mulher.

Crítica:
Este definitivamente é um livro que a muito não lia. Um suspense eletrizante que me consumiu a todo momento, até mesmo nos momentos de maior paranoia e sofrimento da protagonista.
Foi interessante a repetição encontrada neste livro não ter me afetado de forma negativa, muito pelo contrário, como a protagonista sofria de TOC esta repetição era extremamente necessária para enfatizar o quão difícil é conviver com esta compulsão.
Fiquei completamente vidrada durante a leitura, ansiosa a cada momento. A mudança entre passado e presente da protagonista tornava tudo mais agonizante, afinal alguns acontecimentos, por mais previsíveis que tenham sido, me deixavam nervosa por não saber quando eles iram acontecer, e acabei sofrendo por antecipação.
Não é um livro de fácil digestão, afinal a narrativa dele é bastante dura em algumas passagens o que deixa tudo ainda mais real, por mais que saibamos se tratar de um livro de ficção (embora ninguém seja ingênuo a ponto de fingir que este tipo de abuso não acontece).
A narrativa a presentada por Elizabeth Haynes é completamente envolvente e em diversos momentos pude me colocar no lugar da protagonista e já adianto que não foi nada agradável.
Durante a leitura me senti em uma montanha russa de emoções, em alguns momentos estava numa subida morosa e tranquila quando de repente a queda se iniciava gerando uma adrenalina e um desespero que parecia não ter mais fim.
Só acho que a escritora perdeu um pouco a mão no desfecho da história, buscando um elemento surpreendente acabou não ficando muito convincente, acho que poderia ter mais impacto, mas não posso dizer que foi um final ruim, apenas rápido e pouco elaborado.
Esta é uma leitura que recomendo a todos principalmente para abrir os olhos sobre os abusos e violência doméstica que infelizmente são muito constantes, por isso acho que todos deveriam ler este livro.

Curiosidades:
A escritora se inspirou em casos nos quais ela trabalhou como analista de inteligência da polícia, ficando tão envolvida ao perceber que violência doméstica não acontece somente com "outras pessoas" mas sim que afeta muitos casais e famílias em todas as partes da sociedade e, geralmente, muito bem escondido.

Fonte: Site oficial

INSTAGRAM @fls.com.vc

LEITORES

RECEBA POR EMAIL