#VocêTemUmaMenteMilionária

Mangá: Entrelinhas

12 de março de 2013


 Seguindo em parte o assunto abordado na coluna de HQs pelo Vinicius, e após uma reunião de pauta [mentira foi um encontro sem querer] entre eu, Vinicius e Viviane, decidi que o assunto dessa postagem será o relacionamento de algumas das persoagens de Sakura Card Captors, mangá que todos aqui parecem conhecer, excetuando-se a Viviane como sempre.
 
Touya e Yukito

Não sei se pode-se dizer "Contém Spoilers" quando o mangpa tratado é esse, mas em respeito a nossa leiga em mangás, AVISO PODE E COM CERTEZA CONTEM SPOILERS DE CARD CAPTORS SAKURA.

Para você que leu minha postagem sobre Sakura Card Captors, ou você que acompanhou a história do Anime\Mangá já deve saber do que se trata, então não vou em aprofundar novamente do plot na história.  .Menina de 10 anos, cartas mágicas, missão, guardiões, romance, lutas, desenhos legais, criaturas magicas com poderes elementais, revelações, desavenças, mais mágia e mais cartas, romance épico e fim.


É sabido que o povo oriental, especificando-se para os japoneses, são tão ou mais modernizados que muitos povos ocidentais; entretanto ainda existe aquele imaginário do "povão" ocidental que os transmite como pessoas rigorosamente sérias, fechadas.. E por mais que realmente exista uma cultura de hábitos mais sérios que as culturas ocidentais, é nessas situações que notamos o contrário, o como o ocidente é fechado e inibido para as coisas.

Que coisas? Bom, sexualidade por exemplo. 
Se você ASSISTIU Sakura, deve ter notado algumas coisas, alguns olhares e reações sutis entre as personagens, agora, se você LEU Sakura, você deve estar bem familiarizado com os casais de que tratarei mais abaixo. Porque essa diferença entre versão impressa e aniamada? Simplesmente para fazer a versão animada mais "comercializavel para um público ocidental" é o resumo da resposta que se pode encontrar em qualquer parte da internet.

Para os que só viram o Anime, algumas das revelações abaixo são realmente inesperadas [ao menos para mim foram, quando lí o mangá após anos de só ter visto a animação], e para aqueles que já leram o Mangá, fiquem atentos as reações de quem não leu e não esperava por noivados e coisas assim. rsrsrs

Shaoran e Sakura

Primeiramente, não tenho muito o que falar do casal principal Sakura e Shaoran [tem gente que escreve Shyoran, mas Shaoran tbm aparece muito e eu prefiro o segundo jeito]. Desde a introdução do Shaoran na história, seja no meio que for, é obvio que eles acabarão juntos. A partir desse casal, os relacionamentos no anime tendem a ser cada vez mais sutis, e não estou tratando deles em escala de menos para mais sutil, nem sei como eu poderia inventar uma graduação para isso, e nem ouso dizer que não existem. O casal Chihahu e Yamazaki, ainda que sutil é bem obvio, mas ainda sim, não tão aprofundado quando é no mangá. O que se pode dizer quanto a estes é que, indiferente da atenção dada, é obvio que acabarão juntos desde o início da história.

Chihahu e Yamazaki

A partir daqui, começam os relacionamentos - não tão óbvios mas ainda sim bem obvios - 
Como por exemplo, quem pode negar a tensão romantica entre Touya e Yukito?

Touya é o irmão mais velho de Sakura, exímio espotista e garotão popular entre as garotas da escola, enquanto Yukito, que também é popular entre as garotas, é também a forma humana de Yue, o Juiz encarregado de testar o poder de Sakura sob as cartas Clow.

No Início Yukito é apresentado como objeto de obssessão de Sakura, que literalmente cai de amores por ele. Após a inclusão de Shaoran, este também apresenta uma certa paixonite por Yukito. É explicado mais tarde que que a quedinha de Shaoran é uma espécie de efeito de atração entre o poder mágico deste e o de Yue. ENTRETANTO é sempre mostrado no anime um relacionamento especial entre Touya, que sempre esta recusando as investidas das garotas da escola, e Yukito. Já no mangá, é algo indiscutivel, e de fato, canon.

Touya e Yukito

 Temos também o relacionamento entre Touya e a professora Mizuki. Nunca entendi muito bem esse relacionamento, só lembro, entretanto, que ele era um aluno e ela professora e namoravam.
 Seguinte a este e usando a Professora Mizuki como ponto de partida, temos a cena final dela com Eriol [ a reencarnação do Mago Clow ] no mangá, que apesar do corpo de uma criança na idade de Sakura, tem a idade do pai desta. São vistos de mãos dadas na cena abaixo. Torcemos por um futuro onde ele não esteja na forma de uma criança xD

Eriol e Professora Mizuki, sepá numa declaração de amor.


Adiante com o tema de "amor de professor" temos Rika e o Professor Terada. No anime, isso é tratado simplesmente como um daqueles episódios de "Aluna apaixonadazinha por um professor gatão" e acaba por aí. Acontece que no mangá o Professor Terada e Rika são noivos. Ele continua sendo um professor, e ela uma garota de 10 anos. oal.

Rika e o Professor Terada

Antes de abordar o "heartbreking" principal da história, vou voltar uma geração. Sonomi Daidouji e Nadeshiko Kinomoto, respectivamente as mães de Tomoyo e Sakura. Pelo fato da segunda estar morta, só temos os "testemunhos de amor" de Sonomi, e a terrivel má-vontade desta de lidar com Fujitaka, o pai da Sakura.

Sonomi relembrando do amor que sentia por Nadeshiko

Voltando à geração atual, temos o amor incondicional de Tomoyo por Sakura. Onde no anime é mostrado somente uma amizade somada com um amor excessivamente inigualável [exceto talvez pela de Touya e Yukito rsrsrsrsrs] no mangá é bem explicito que Tomoyo ama Sakura de uma forma que não é recíproca. No fim Tal Mãe, Tal filha.

Tomoyo Heatbraking


Conclusão, Sakura Card Captors é um mangá cheio de tendências Homosexuais e Pedófilas? De que vc deve queimar os mangas tão rapido quanto eles cheguem às suas mãos?
 IMPRETERIVELMENTE aconselho que seja feito a segunda opção, caso você more dentro de uma bolha, daquelas de acrílico, para manter o mundo fora de seu convívio. Mas não aconselho a queimar tudo dentro da bolha. vc sabe... a fumaça e talz.

Shaoran "awkward" do lado do Yukito
 
Não gente, a única coisa que isso tudo pode vir a mostrar [na minha opinião] é que por mais que a cultura japonesa seja vista e lembrada como conservadora, ela possui uma juventude com uma mente de tal forma aberta, que nada do que é apresentado aqui constitui uma ofença, seja ética, moral, ou cultural. E sim são apenas situações que podem acontecer em uma ficção da mesma forma que podem e efetivamente acontecem na vida real.

Carta Amor, a primeira carta criada pela Sakura.
e o coração desenhado mais lindo que eu já ví, apoio quem quiser tatuá-lo, btw


Após ler a postagem do Vinicius sobre o  "UOOOOOL" virtual que a imagem do beijo entre o Wolverine de outro universo e o Hércules também de outro universo causou, pensei o seguinte, O quão fictício é o tratar de forma fictícia algo real? Quero dizer, a fantasia trata daquilo que não é real, daquilo que tecnicamente não teria meios de acontecer no nosso mundo, porque então não usar pitadas de realidade para tornar esse enredo fantástico\abstrato mais concreto? E nesse "pitadas de realidade" me refiro a exemplos dados com os relacionamentos das personagens de Sakura Card Captors, do "Wolverine e do Hércules", do  Hulkling e do Wiccano - que à propósito é filho da Feiticeira Escarlate e é absurdamente foda só por isso.




O que vocês acham?

INSTAGRAM @fls.com.vc

LEITORES

RECEBA POR EMAIL