#VocêTemUmaMenteMilionária

Séries: The Following - 1ª Temporada

3 de maio de 2013


Título Original: The Following
Temporada: 1
Gênero: Criminologia
Ano: 2013
Emissora: FOX
Nota pessoal: 5
Site oficial

A série com estréia neste ano que teve o maior sucesso chegou ao fim.

Sinopse
Ryan Hardy é um ex-agente do FBI que vive em um mundo de reclusão tentando espantar os fantasmas do passado. Joe Carroll, ex-professor de história e foragido da prisão, após cometer 14 assassinatos contra mulheres. Suas histórias voltam a se cruzar quando Hardy tenta mais uma vez prender Carroll. Durante as investigações o FBI descobre que, todos estes anos em que esteve preso, Carroll criou uma seita de fãs das obras de Edgar Allan Poe e de seus feitos e, que seu grande objetivo é construir a maior obra sobre serial killer da atualidade.

Pontos relevantes:
O simples fato de todo o plot da temporada ser construído para parecer uma obra literária foi simplesmente genial, assim como o fanatismo do assassino pelas obras de Edgard Allan Poe.

Crítica:
Essa foi uma série que me prendeu do início ao fim. Fiquei ansiosa para cada novo episódio e sempre que tinha a oportunidade aproveitava para iniciar mais um membro na seita de Joe Carroll (e olha que consegui diversos), e apesar do final valeu muito a pena.
Esta sem dúvida foi a melhor estréia deste ano e me pegou completamente de surpresa, além do mais ter Kevin Bacon e James Purefoy duelando pelo favoritismo (vou ser bem honesta que eu sempre torcia pelo Joe) foi simplesmente digno de salva de palmas, os dois tiveram uma química maravilhosa que certamente foi um dos principais ingredientes para garantir a qualidade da série.
Apesar de não ter gostado muito do episódio final, pelo simples fato de ele não ter me surpreendido em nada (estava muitíssimo mal acostumada com os diversos momentos em que eu xingava, gritava e ficava resmungando com a televisão durante os 14 episódios anteriores), a série não deixou de ser maravilhosa muito menos afetou meu desejo insano de conferir a próxima temporada.
Mas infelizmente tenho que dizer que a série não foi perfeita do início ao fim, ela teve sim seus altos e baixos, o FBI da série é completamente tapado e somente o Jimmy Olsen (não adianta, não vou conseguir chamá-lo de Mike nunca, pois pra mim ele é o eterno Jimmy) e o Ryan conseguiam enxergar algumas coisas, mas ainda assim de forma meio míope. Em determinado momento da série as obras de Poe ficaram completamente em segundo plano, mas acredito que os produtores perceberam isso em tempo de corrigir.
Já a habilidade de Joe em manipular todo o cenário e enredo era louvável, este foi sem dúvida um dos melhores vilões de séries que já vi, ele tinha tudo na dose certa, era sedutor, bonito, insano, mas o que mais me fez apreciar o personagem foi a forma como ele contemplava as mortes, nenhum outro ator conseguiu ser como James.
Uma coisa linda e bela que tínhamos nos primeiros episódios e que nos foi privado, a maravilhosa trilha sonora, me deliciava nos primeiros episódios com o rock pesado que dava toda uma atmosfera sombria para a série de repente foi esquecida e voltaram para o padrão de músicas de suspense que não tem qualquer simbolismo (pelo menos para mim), com isso fiquei chateada, preferia que tivessem mantido o padrão.
Outra coisa que me conquistou na série foi a brutalidade dos assassinados, que infelizmente foi deixada de lado da metade da temporada pra frente, parece que o pessoal ficou com preguiça de matar (qual é gente, o elenco é grande dava pra matar muita gente), estes quando aconteciam eram mais poéticos, não que os iniciais não eram, eles tinha sim essa veia poética, mas eram mais brutais.
Apesar de todos estes autos e baixos, furos e pontas soltas a série ainda tem meu favoritismo e minha fidelidade de acompanhar cada novo episódio na íntegra e na primeira oportunidade e espero obsessivamente pela próxima temporada.

Episódio favorito:
"Welcome Home"
Episódio responsável pelo meu favoritismo com o personagem Mike.

Informações sobre a próxima temporada:
A segunda temporada já esta confirmada que também será composta por 15 episódios, porém ainda sem previsão de estreia.

Curiosidades:
A série mostra que a seita tem diversos meios de comunicação, inclusive website para isso a FOX não deixou por menos criando diversos canais interativos, confiram a seguir.
Joe Carroll twitter (sensacional)
Facebook Photo Booth (já garanti minha foto)
Além das mídias tradicionais da série
Twitter | Facebook | YouTube | Tumblr

INSTAGRAM @fls.com.vc

LEITORES

RECEBA POR EMAIL