#VocêTemUmaMenteMilionária

Filmes: Laranja Mecânica

12 de agosto de 2013


Título Original: A Clockwork Orange
Gênero: Ficção Científica
Ano: 1971
Duração: 136 minutos
Nota pessoal: 5
Compre aqui

Sinopse
No futuro, o violento Alex, líder de uma gangue de delinquentes que matam, roubam e estupram, cai nas mãos da polícia. Preso, ele recebe a opção de participar em um programa que pode reduzir o seu tempo na cadeia. Alex vira cobaia de experimentos destinados a refrear os impulsos destrutivos do ser humano, mas acaba se tornando impotente para lidar com a violência que o cerca.

Crítica:
Estava com esse filme guardado a sete chaves para não cair na tentação de assistir antes mesmo de ter lido o livro, sempre que se comentava sobre ambos nos eventos literários e rodas de amigos eu ficava me martirizando por não ter ainda conferido, então tratei de contornar essa situação e depois de ler o livro, que achei surpreendente, tirei o filme do cofre e fui conferir.
Como a maioria esmagadora das adaptações o livro é melhor do que o filme, como esse não foi diferente, mas o único ponto que me desagradou um pouco no filme (mas por isso simplesmente me desagradar até mesmo na vida) foi o estilo caricata adotado por algumas personagens, como por exemplo o tutor (esqueci o nome usado na profissão dele) e a mãe de Alex. Ainda assim esse estilo caricata usado reforça a crítica que o filme nos apresenta.
O filme é ainda mais chocante do que o livro, porque nele podemos ver as cenas de violência que no livro podemos limitar nossa imaginação para algo menos agressivo.
Por ser filmado em 1971 este apresenta uma grande qualidade de roteiro, imagem e trilha sonora mesmo para os dias atuais.
Uma grande surpresa no primeiro momento foi o cenário futurístico, durante a leitura situei todo o cenário no passado e acabei por me surpreender, mas confesso que ele ficou melhor ainda nesse cenário. E as decorações usadas eu ri demais, tudo cheirava a sexo.
Assim como o livro o filme faz uma crítica muito boa sobre a política e as regras da sociedade, que mesmo na década de 1970 não deixamos de sofrer com os mesmos problemas e que em muitas vezes fazemos algo simplesmente por não termos escolha.
Comentário que não posso deixar de fazer, se esse filme um dia for refilmado a escolha para o papel de Alex precisa ser para Evan Peters incrível como enxerguei ele em todas as cenas de Malcolm McDowell.
Assim como recomendo a leitura é claro que recomendo o filme, mas se não gosta de cenas de violência e sexo é melhor deixar de lado.



Curiosidades:
Laranja Mecânica é baseado na obra literária de Anthony Burgess resenha aqui.

Stanley Kubrick propositalmente cometeu alguns erros de continuidade em Laranja Mecânica. Os pratos em cima da mesa trocam de posição e o nível de vinho nas garrafas muda em diversas tomadas, com a intenção de causar desorientação ao espectador.

Fonte: Adoro Cinema

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta