#VocêTemUmaMenteMilionária

Filme: Thor - O Mundo Sombrio

25 de novembro de 2013


Título Original: Thor: The Dark World
Gênero: Aventura
Ano: 2013
Duração: 111 minutos
Nota pessoal: 4
Site Oficial

Sinopse
Enquanto Thor liderava as últimas batalhas para conquistar a paz entre os Nove Reinos, o maldito elfo negro Malekith acordava de um longo sono, sedento de vingança e louco para levar todos para a escuridão eterna. Alertado do perigo por Odin, o herói precisa contar com a ajuda dos companheiros Volstagg, Sif, entre outros, e até de seu irmão, o traiçoeiro Loki, em um plano audacioso para salvar o universo do grande mal. Mas os caminhos de Thor e da amada Jane Foster se cruzam novamente e, dessa vez, a vida dela está realmente em perigo.


Crítica:
Depois de conferir o grande fiasco de Homem de Ferro 3 fiquei bastante desanimada com as adaptações dos heróis para as telas. Senti que os roteiristas e produtores estava exagerando no teor cômico e se esquecendo de que um bom filme nem sempre precisa levar o expectador as gargalhadas, mesmo que forçadas. Por isso desanimei em ver filmes do gênero herói (ainda estou devendo conferir Wolverine imortal).
Mas, depois de um papo com o Vinicius, colunista de HQ's, resolvi conferir o segundo filme do herói nórdico e do melhor vilão de todos (quem não ama o Loki atire a primeira pedra).
Devo admitir que fui surpreendida com um filme de qualidade e fiquei feliz ao observar que nesse filme não houve apelativos demasiados ao físico do ator, visto que a única cena em que ele aparece sem camisa tem todo um toque dramático que achei bastante necessário.
Ainda assim achei que houve certo apelo para a comédia, tirando os quotes de Loki, que tem uma veia cômica em seus comentários sarcásticos, o próprio Thor foi responsável por piadinhas sem graça, assim como a grande maioria das personagens. Penso que quando se tem uma personagem engraçada é o suficiente deixar toda a carga cômica a cargo dela, qualquer adicional se torna demasiado. Sei que sou chata demais quando o assunto é comédia, mas em minha opinião os filmes não precisam apelar para serem divertidos. Certamente que o Loki daria conta de garantir as risadas nos momentos certos, como ocorreu.
Por eu ser chata com comédia isso acabou por fazer com que o filme deixasse a desejar para o meu gosto, o que não o prejudicou no todo visto que quando falamos de roteiro, fotografia, elenco, trilha sonora e tudo o mais o filme esta incrível, infinitamente melhor do que o primeiro.
Adorei os ganchos com os demais filmes da franquia Marvel e fiquei bastante satisfeita com o resultado, mesmo que um pouco decepcionada com o teor cômico, é sim um filme que recomendo.

Curiosidades:
Patty Jenkins (Monster - Desejo Assassino) chegou a ser anunciada na direção do longa, mas deixou a função alegando divergências criativas com os produtores. Brian Kirk (Game of Thrones) foi cotado para dirigir o filme, mas acabou perdendo a vaga para outro nome da série da HBO, Alan Taylor.
Natalie Portman não ficou nada feliz com a notícia de que Patty Jenkins não iria mais dirigir o longa. Ela tinha aceitado retornar para o projeto justamente por ele marcar a estreia de uma diretora mulher em uma adaptação dos quadrinhos.

Fonte: Adoro Cinema

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta