#VocêTemUmaMenteMilionária

Filmes: Philomena

31 de janeiro de 2014


Título Original: Philomena
Gênero: Drama
Ano: 2013
Duração: 98 minutos
Nota pessoal: 5
Site Oficial

Sinopse
Irlanda, 1952. Philomena Lee, é uma jovem que tem um filho recém-nascido quando é mandada para um convento. Sem poder levar a criança, ela o dá para adoção. A criança é adotada por um casal americano e some no mundo. Após sair do convento, Philomena começa uma busca pelo seu filho, junto com a ajuda de Martin Sixsmith, um jornalista de temperamento forte. Ao viajar para os Estados Unidos, eles descobrem informações incríveis sobre a vida do filho de Philomena e criam um intenso laço de afetividade entre os dois.


Crítica:
Uma das grandes vantagens de fazer Maratona Oscar é que sempre me deparo com filmes que provavelmente não daria prioridade para assistir e que se mostram grandes descobertas cinematográficas, como para mim foi o caso de Philomena, que saí do cinema completamente encantada.
Quando olhamos o cenário geral do que nos é apresentado pela história do filme imaginamos um drama denso e carregado de emoção, porém quando somos apresentados ao filme nos deparamos com um modo alternativo de mostrar uma história triste, com momentos descontraídos, lição de vida e dois lados da história.
Como todo filme baseado em fatos reais esse foi mais um que tive o grande prazer de assistir, certamente que ele não é um filme que eu escolheria como vencedor da categoria de Melhor Filme para o Oscar, mas sim um filme que conquistou meu coração e ganhou minha preferência.
Uma experiência bastante prazerosa e que recomendo a todos.
Podemos perceber pelos filmes e séries britânicos que cada dia mais eles querem tirar o esteriótipo de seriedade tanto comentado por outras culturas, e com isso estão mostrando que eles sabem como colocar comédia nos momentos certos, nesse filme vemos mais um exemplo disso. Em diversos diálogos dos protagonistas recebemos uma dose, mesmo que pequena, de teor cômico o que alivia a carga dramática e deixa a história ainda mais gostosa. O entrosamento de Judi Dench e Steve Coogan é simplesmente delicioso e envolvente, sem contar que a atuação de Judi fez por merecer sua indicação para o título e Melhor Atriz, porém acredito que ela não leve a estatueta com as três concorrentes de peso e que desempenharam papéis incríveis nos filmes em que estão disputando, mas sem dúvida vale muito a indicação e nos mostra que o filme realmente tem seu potencial.
Fica minha recomendação para o filme com muito gosto, pois ele nos apresenta uma linda história de vida e superação, assim como nos transporta para um mundo de possibilidades. Sem dúvida vale muito a pena conferir.

Curiosidades:
O filme foi inspirado no livro biográfico publicado por Martin Sixsmith contando a história de Philomena e sua busca de 50 por seu filho.

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta