#VocêTemUmaMenteMilionária

Filmes: Noé

23 de junho de 2014


Título Original: Noah
Gênero: Drama
Ano: 2014
Duração: 138 minutos
Nota pessoal: 1


Sinopse
Noé vive com a esposa Naameh e os filhos Sem, Cam e Jafé em uma terra desolada, onde os homens perseguem e matam uns aos outros. Um dia, Noé recebe uma mensagem do Criador de que deve encontrar Matusalém. Durante o percurso ele acaba salvando a vida da jovem Ila, que tem um ferimento grave na barriga. Ao encontrar Matusalém, Noé descobre que ele tem a tarefa de construir uma imensa arca, que abrigará os animais durante um dilúvio que acabará com a vida na Terra, de forma a que a visão do Criador possa ser, enfim, resgatada.



Crítica:
Sinceramente não tenho muito o que comentar a respeito desse filme.
Muitos aqui sabem que sou uma pessoa completamente cética então não é novidade que fui conferir esse filme como uma obra de ficção e fantasia como qualquer outro filme.
Pois bem, muitos comentários circulavam a respeito de ser um filme decepcionante, mas muitos comentavam isso do ponto de vista bíblico, como não é meu foco minha decepção foi completamente diferente, pois me senti enganada com tamanha falta e qualidade nos efeitos visuais.
Pensa num filme que você consegue notar nitidamente as falhas e contornos de choma key, chegou a ser vergonhoso, para não dizer completamente ridículo.
Como admiradora da sétima arte e fã de efeitos visuais me senti completamente insultada com essa falta de cuidado apresentada nesse filme (que esse filme não seja indicado ao Oscar, porque se isso acontecer a academia perderá ainda mais créditos comigo do que já perdeu esse ano).
A história é aquela que a gente conhece das aulas de catequese, e quem tem crenças certamente sabe muito mais do que eu se ela foi bem adaptada ou não, quanto a isso sinceramente não tenho muito o que dizer, achei o plot coerente com o que eu conhecia da história que me foi apresentada a muitos anos atrás.
Bem no que se refere a atuação confesso que também fiquei decepcionada, estamos falando de atores com grande prestígio e admiração e confesso que não me senti tocada em nenhum momento por qualquer das atuações.
Em suma achei o filme um completo fracasso, não é algo que eu recomendo que seja assistido, pois conforme fui escrevendo essas linhas não consegui recordar absolutamente de nada que faça as duas horas de filme terem valido a pena.

Curiosidades:
Darren Aronofsky uniu seu frequente colaborador Ari Handel e o artista canadense Niko Henrichon para adaptar o roteiro em um graphic novel de 2011: "Noé: Pour la cruauté des hommes" (em inglês "Noah: For the Cruelty of Men", e em português "Noé: Por Causa da Maldade dos Homens"). Como forma de promover o filme e apagar as dúvidas dos produtores da Paramount Pictures que estão por trás do projeto, o diretor resolveu lançar esta graphic novel que tem por objetivo ser uma espécie de guia geral do roteiro e storyboard do filme.

Fonte: Adoro Cinema

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta