#VocêTemUmaMenteMilionária

A Viciada em Bienal: Dia #6(7)

29 de agosto de 2014


Oi gente! (acho que é assim que começa hahahaha).

A Vivi não foi na bienal nessa quinta (28) – e a pedido dela estou criando esse post - pq eu fui! \o/

A verdade? Eu fui para finalmente torrar o cartão de crédito (o que não rolou, mesmo) e para participar do painel sobre o nosso querido tio Rick (Riordan). 

Primeiramente o meu dia era para ter começado no Anfiteatro ás 14h com uma apresentação do rapper Emicida, mas a nossa querida linha azul do metrô de Sampa resolveu me deixar na mão - assim como o meu cartão (karma's a bitch). Enfim, cheguei lá atrasadaaaaassssso, como previ, mas a tempo de participar do encontro localizado na Arena Cultural e dirigido pelo Rafael Nery e o Vitor Correia.


Encontrei alguns amigos da blogesfera (?) e assistimos ao painel, tudo ocorreu tranquilo e foi bem legal a apresentação do encontro, pois os dois palestrantes pegaram lá do começo da série do Percy, até o agora. Comentaram sobre cada livro, um resumo rápido do que aconteceu (sim, spoilers rolaram soltos por concordância unanime dos presentes hahahaha), sobre personagens, possíveis teorias, a nova saga “Os Heróis do Olimpo”, qual deus e acampamento era melhor... Foi uma tarde legal!


Ah, também apresentaram mais um pouco sobre as novas capas da série "Percy Jacson e Os Olimpianos", da editora Intrínseca, que estão sensacionais e pedem que a sua carteira seja aberta – assim como mais espaço, que eu sei que você não tem, em sua prateleira. Confesso que bateu uma saudadinha de quando eu li a série pela primeira vez. [Mais fotos direto da página da editora de como foi o encontro]

Acabando o encontro e entrando o próximo evento na Arena, o Emicida apareceu lá para uma entrevista com jovens jornalistas... (aconselho diminuir o som). Aí eu fiquei p* da vida e fui às compras.

Como foi a minha segunda ida a Bienal, já que sábado (23) estava pior que show de black metal e eu não consegui entrar ou visitar quase nenhum estande, entrei com o cartão de crédito em mãos. Tive mais tempo e tranquilidade para olhar os livros/produtos de cada editora que eu queria, fui a Panini ver os lançamentos (saiu o quadrinho de Star Wars \o/), os preços estavam... normais e os corredores vazios. Também fui a Comix Shop (já falei sobre a loja em uma coluna), preços horríveis que eu demorei mais na fila para entrar do que pra ficar lá dentro. Saí e caminhei até a Editora Globo Livros por indicação de um amigo, os livros e os quadrinhos lá estão valendo a pena e é possível encontrar títulos novos, legais e interessantes. Vai lá!

Depois corri até a CIA de Letras (eu amo aquele lugar) para dar uma olhada nos quadrinhos, mas eu acabei me apaixonando por isso aqui.


Sim, meow! É uma coleção de bolso – de luxo - do Sherlock! Peguei na hora sem pensar duas vezes até porque estava 19,90 e todo mundo gosta de coisa boa e barata – não exatamente nessa ordem. O livro é bem bonito, papel legal, CAPA DURA e distribuído pela editora Zahar. Até agora temos 3 livros (contando com As Aventuras...), que são: O cão dos Baskerville e Um estudo em vermelho. E também custam 19,90 dilmas. E claro que pretendo fazer a coleção! #fikdik

Depois comprei Corneeeeettooo ~~sonho de valsa~~ (fiz essa pelo EdgarWright)


No meu primeiro dia de Bienal eu dei uma passada no stand do grupo editorial Autêntica com amigos e em um dos painéis gigantes que estão pendurados por lá, estava uma capa de um quadrinho brasileiro muito lindo. Fui até o balcão para dar uma folhada e me encantei e não comprei. Mas nessa quinta já fui com a ideia de compra-lo. E olha só.


Sim, é lindo. É brasileiro. Estou apaixonado como nunca antes. E vai ter resenha.

Pra quem se interessou custa 32 reais, mas tem desconto! A autora vai estar presente no sábado, dia 30, ás 14h, para assinar o exemplar lá mesmo no estande da Autêntica. Fica aí a dica.

Boa Bienal pra todo mundo! ;)

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta