#VocêTemUmaMenteMilionária

Livros: Restos Humanos

6 de agosto de 2014


Título Original: Human Remains
Gênero: Suspense Policial
Autor: Elizabeth Haynes
Ano: 2014
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 320
Nota pessoal: 4
Compre aqui

Sinopse:

Você conhece bem seus vizinhos? Saberia dizer se eles estão vivos ou mortos? Ao encontrar por acaso o corpo de uma vizinha em avançado estado de decomposição, Annabel Hayer, que trabalha com análise de informações para a polícia, fica horrorizada ao pensar que ninguém — e isso inclui ela mesma — sentiu falta daquela mulher. De volta ao trabalho, ela vasculha os arquivos policiais e encontra dados que mostram um aumento significativo de casos como aquele nos últimos meses em sua cidade. Conforme aprofunda a investigação, Annabel parece cada vez mais convencida de estar no rastro de um assassino, e é obrigada a enfrentar os próprios demônios e a própria fragilidade. Será que alguém perceberia se ela simplesmente desaparecesse?

Crítica:
Pensa numa escritora que tem o dom de me deixar completamente neurótica, pois essa é Elizabeth Haynes. Ela consegue mexer com as psiques mais íntimas do meu ser e me tirar o sono, me trazer pesadelos e me deixar completamente maluca.
Comecei a ler o livro sabendo que se tratava de um triller psicológico, mas confesso que não esperava que mais uma vez ela fosse buscar acesso aos meus medos mais íntimos, assim como fez em No Escuro. Somente o Vingança da Maré não mexeu comigo, porque os outros dois foram simplesmente insanos de ler.
Somos apresentados a uma história bastante deprimente, com uma protagonista solitária que passa por situações que podem levar qualquer pessoa ao total isolamento, e um serial killer, se é que podemos chamá-lo dessa forma, um tanto diferente do convencional. Uma história envolvente e alucinante.
Apesar de ter ficado completamente consumida pela história narrada por Annabel e Colin não me dei por satisfeita ao final da leitura por dois motivos.
Primeiramente, por mais que eu acredite no poder de persuasão, e que as pessoas podem ser altamente influenciadas por outras a fazer algo que tenham vontade mas não coragem, acredito que seja um processo que leve tempo, confiança não é algo que se conquista com meia dúzia de palavras e esse ponto, ao meu ver, foi bastante falho no livro, pois não me pareceu crível, não me convenceu nenhum pouco.
Em segundo lugar o livro é inconclusivo, acompanhamos toda a trama sem saber o que acontecerá com as personagens. Qual será o desfecho de Colin, Annabel e até mesmo Audrey e Sam? Tem livros que são interessantes quando o final é aberto, porém esse não foi meu sentimento com essa leitura, fechei o livro pensando "E???". Bem, ficarei sem resposta.
Mas tirando esses dois pontos é um livro que recomendo, porém não acredito ser para todos os gostos, pois é um livro pesado.

Curiosidades:
Depois de escrever dois livros a respeito de relacionamentos a autora resolveu ir por uma abordagem oposta em Restos Humanos, mostrando o que acontece quando o ser humano tem ausência de relacionamentos, mostrando pessoas que por diversas razões resolvem viver em completo isolamento e para isso ela resolveu nos apresentar essa história por meio de duas personagens que vivem em seu isolamento de formas diferentes e como suas vidas se entrelaçam.

Fonte: Elizabeth Haynes website

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta