#VocêTemUmaMenteMilionária

New York, New York

3 de novembro de 2014

Nem acredito que estou entrando na terceira semana de viagem. Ao mesmo tempo que parece que passou voando, saber que estou apenas na metade da viagem me deixa super animada e completamente perdida no tempo.
Final de semana em New York começou com chuva. Quem me conhece sabe que não saio de casa se estiver muito sol ou com chuva mas, considerando que não estou em casa, fui bater perna. Passeio turístico como sempre, mas dessa vez nada envolvendo dinheiro, depois de ontem fiquei apreensiva.
Estou encantada com a quantidade de lugares onde podemos encontrar sopa para viagem, se isso existir em São Paulo preciso descobrir urgente.
Para fechar o dia fui conferir a performance de Michael C. Hall em Hedwig and the Angry Inch, um verdadeiro espetáculo, somos agraciados com um musical incrível, um belíssimo show de Rock, misturado com monólogo. É simplesmente imperdivel.
Desde que vim para NY estou numa avalanche de referências de filmes e séries que me levam a loucura, mas sem dúvida a que se faz mais presente é Friends, por isso um desejo incontrolável de comer Mac and Cheese me consumiu, então fui confortar o Joey que estava me possuindo, mas sinceramente minha tia faz um muito melhor, não é por nada.
Último dia de NYC e ganhei uma hora extra (Yay!!!)por aqui acabou o horário de verão, mas diferente do Brasil o relógio mudou as 2 da manhã.
As 7 da manhã já estava na rua, afinal último dia na cidade e inúmeras coisas a se fazer, primeiro item da lista a cumprir foi tomar café da manhã na Tiffany. Na sequência fui conferir uma cerimônia cristã, com direito a coral, pois foi sem dúvida uma experiência única, muito lindo o coral mas principalmente a devoção que todos têm, é comovente, sem dúvida é uma experiência que vale a pena conferir. Estive na Times Square Church, fica em um teatro, é lindo. Não vou comentar a respeito da cerimônia, afinal sou ateísta e por isso posso ferir a moral das pessoas religiosas, o que não é minha intenção.
Depois fui passear por Soho mas resisti as compras, acho que já passei da cota (hahaha). Estando lá precisei conferir a fachada do prédio de Friends, fiquei admirando como se fosse uma obra de arte (o arquiteto do prédio provavelmente ficaria muito feliz com tal adoração).
Tentei ir a um dos cinemas antigos mas os horários não colaboravam muito e minha agenda estava comprometida para a noite.
Ironicamente no último dia fui conferir a primeira atração para a qual comprei ingresso em NYC, assistir ao teatro Sleep No More. Descobri através do TripAdvisor e quando li que era uma experiência única não pensei duas vezes, agora posso afirmar que realmente trata-se de uma experiência única e sem igual. Quem planejar ir para New York deve colocar esse item como mandatório. Como é um tanto diferente vou resumir brevemente do que se trata. A peça se passa no hotel McKittrick, após o check in, onde recebemos o cartão de acesso (que é uma carta de baralho), então somos direcionados ao bar do hotel, estando lá somos convocados de acordo com nosso cartão de acesso (eles fazem questão de que pessoas acompanhadas não recebam o mesmo cartão) então somos encaminhados à uma sala e recebemos uma máscara a qual não podemos/devemos retirar durante toda a experiência. Então somos colocados no elevador que nos direciona ao andar de destino e a partir de lá cada um deve seguir seus instintos. Durante a experiência não devemos falar com ninguém e não existe um caminho certo a se percorrer.
Gente, sério é INCRÍVEL quem tiver a oportunidade deve conferir, certamente é um lugar que retornei quando voltar a New York, afinal cada experiência é única.
Infelizmente eu não havia feito reserva para o jantar no hotel (quem tiver a oportunidade faça), e por isso não pude conferir por muito tempo o show lindo de blues que acontecia no saguão, não que eles tenham me pedido para sair, mas depois de andar um dia inteiro e mais duas horas de sobe e desce escada no hotel eu queria sentar (a propósito o lugar pede roupas leves e sapato confortável porque anda-se muito), então resolvi ir embora.
Apesar do trauma do primeiro dia, felizmente já superado, estou apaixonada NYC, porém uma observação importante, os habitantes de New York não são de longe tão simpáticos e receptivos como os de Washington D.C (embora os homens sejam mais atiradinhos), mas ainda assim não existe experiência igual. Além disso aprendi a andar de metro e vi que modelo sofre. Andar pela Times Square a noite como se fosse de dia, fazer compras a meia noite, ir aos espetáculos da Broadway são eventos simplesmente inesquecíveis. Espero voltar em breve, afinal tenho muito ainda para conhecer (deixei muito ponto turístico de fora porque estava frio demais) e muitos espetáculos para conferir.
Califórnia... California... Here I came.

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta