#VocêTemUmaMenteMilionária

Comic Con Experience

14 de dezembro de 2014

A Comic Con iniciou em 1970 em San Diego, Califórnia, e se tornou o maior evento de cultura pop do mundo. Na última semana tivemos o enorme prazer de sediar a chamada Comic Con Experience, no Brasil por 4 dias. Sem dúvida foi uma experiência memorável.

Como tive a oportunidade de prestigiar somente um dia de evento convidei minha amiga Alessandra (Google) para compartilhar conosco como foi a experiência de poder conferir os quatro dias de feira, painéis, encontro com atores. Claro que, como podem imaginar foram quatro dias de muitos acontecimentos, não é de se estranhar que esse seja um post longo, mas sem dúvida vale a pena conferir. Dessa forma vocês poderão também comparar a experiência de quem comprou o ingresso básico (eu) e de quem comprou o pacote fã (Google), e tomar a decisão certa para o evento ano que vem.

Por isso vou começar com meu humilde relato que não levará muito mais do que alguns pequenos parágrafos.
6 de Dezembro de 2014 acordei as 7 de manhã para encontrar o Vinícius e conhecer o Centro de Exposições Imigrantes. Chegando lá dei início a maratona de filas. Pode parecer exagerado, mas realmente me senti uma maratonista, afinal foi fila para pegar a fila para entrar na fila da fila de troca de ingressos, bem isso mesmo, sem exageros. Saindo da fila de ingressos fui direto para a próxima fila (se as filas fossem atrações o evento seria até engraçado), essa era para entrar efetivamente no evento, o que aconteceu somente as 11 da manhã. Apesar de tantas filas para o esperado momento de adentrar no centro de exposições posso dizer que estava tudo muito organizado, nada comparado com a Bienal do Livro (sinceramente os organizadores da Bienal poderiam aprender muito sobre organização ali).
Uma vez dentro do evento resolvi explorar, o que foi uma tarefa bastante fácil, pois apesar de cheio os corredores entre os stands eram bastante largos e acomodava a todos numa boa (mais um ponto a favor da CCXP), além disso o espaço dedicado ao evento não era muito grande, acredito que por se tratar do primeiro evento no Brasil, espero realmente que eles consigam trazer mais stands para o evento do ano que vem.
O grande atrativo ao meu ver não eram nem mesmo os stands (afinal estou completamente falida depois da minha viagem e por isso não tinha qualquer interesse em fazer compras), apesar que alguns deles eram só para exibição de artigos utilizados em filmes (isso sim era MUITO legal), mas sim os painéis. Juro eu tentei com todas as forças do meu ser imaginar a hipótese de entrar na fila, mas só de imaginar já desisti. Era algo grandiosamente insano, sério, impossível pensar nessa possibilidade, quando vi o mar de gente que estava na fila sem qualquer perspectiva de horário para entrar resolvi dar mais uma volta pela feira e ir embora, isso aconteceu por volta das 15 horas, portanto fiquei aproximadamente 4 horas no evento, o que para seu tamanho, foi tempo suficiente para poder conferir os stands e curtir os cosplays, que sinceramente foram o ponto alto do meu passeio, me diverti demais conferindo a criatividade e dedicação dos visitantes em fazerem ótimos cosplays, estão todos de parabéns, ficou simplesmente incrível. Meu favorito no dia foi o Pyramid Head, ficou perfeito.
Bem, essa foi minha experiência, adquiri o ingresso básico através do segundo lote de vendas e paguei R$ 89,90. Como sou do tipo de pessoa que diz não ter mais idade para ficar passando perrengue em fila, sinceramente para ano que vem farei diferente. Mas ainda assim valeu muito a pena. E ainda voltei com alguns brindes para casa como recordação desse dia (Yay!).

Agora deixo vocês na adorável companhia da Alessandra, que nos mostrará o ponto de vista de um visitante que comprou o pacote Fan Experience, com isso contava com certos privilégios, como furar fila (mágico isso não?).

Alguns de vocês não me conhecem e outros me conhecem como “Google” nos eventos da vida. Mas, vim aqui para contar um pouco da minha experiência no primeiro grande evento de cultura pop no Brasil que foi a “Comic Con Experience” (CCXP). Acordei bem cedo com meu irmão pois nos dois primeiros dias queria aproveitar bem a feira vendo tudo, tirando fotos e comprando é lógico. Meu pacote era o “Fan Experience” então eu tinha uma fila preferencial que era “menor” que a do ingresso comum.

Os portões abriram pontualmente as 12hrs do dia (04/12) e toda a galera da fila entrou gritando e aplaudindo, foi muito bacana. E eu fui correndo pro estande do pessoal do Omelete pois sou muito fã do trabalho deles e também graças a sua iniciativa que o evento aconteceu. Tirei foto com todos estava muito emocionada e tremendo porque era um sonho realizado conhecer todo o pessoal. O estande deles estava lindo demais podíamos tirar fotos com cabeças de dinossauros (que pareciam reais), com o E.T, o Yoda, o Mew (Pokémon) e o Caco (Muppets).
Depois fui fazer compras, achei que os preços fossem estar mais acessíveis mas percebi que na maioria dos stands estavam o mesmo preço que suas lojas na Internet. Somente em alguns lugares como Toy Show, Casa do Herói e Comix os preços estavam mais em conta e no último dia de feira a Toy Show estava fazendo todo o estoque com 50% de desconto (pena que eu já estava pobre e não pude comprar nada).

Então fui andar e pagar brindes (A-D-O-R-O). Cada stand tinha sua programação para distribuição dos brindes para os 4 dias para que não fosse injusto com o pessoal que só iria no domingo (achei super legal a ideia). Peguei tanta coisa que durante os 4 dias meu quarto virou uma verdadeira zona de brindes e compras para todos os lados (eu chegava acabada e casa só queria comer e ir deitar para aproveitar o outro dia).
Na sexta feira (05/12) foi um dia especial pois foi quando ia tirar foto e pegar autógrafo do Sean Astin. Enquanto estava na fila avistei o Wendel Bezerra (dublador do Goku, Bob Esponja, do Sean Astin e etc.) estava procurando ele desde quinta e não acreditei quando o vi, sai correndo da fila e fui tirar uma foto só sei que me tremia toda (sou fã de dublagem e do trabalho dele). E ele é muito simpático, atencioso um amor de pessoa (a filhinha dele é linda demais). Voltei para fila e na hora que chegou minha foto com o Sean dei um grande abraço nele falei que amava ele (ele disse que me amava também *morri*). Só sei que ele é um amor e um encanto de pessoa. Super atencioso e adora conversar (gostaria de ter falado tanta coisa mas meu inglês é péssimo), sai de lá chorando de emoção pois realizei um grande sonho que tinha (Goonies never say die!). No mesmo dia acabei conhecendo o Jason Momoa. Primeiro ele passou do nosso lado (estava na fila para pegar o autógrafo como presente para uma amiga) no meio da galera e o pessoal foi à loucura. O cara é ENORME parece um armário mas é super educado e atencioso (e adora uma bagunça pelo que percebi nos outros dias do evento). Ele saia ia mexer com o pessoal que estava lá fora, tirava foto, dava a mão e abraço.
Depois acabei indo ao stand do “Profiles in History” (na quinta feira ele ainda estava sendo montado) do Joe Maddalena com peças exclusivas do seu acervo do cinema. Consegui conhecê-lo abracei e tirei foto. Ele é super simples e atencioso. Lá tinha peças de Star Trek (da série antiga), Batman (antigos), Hércules (novo), Conan (novo), Drácula, Transformers, desenho de uma cena da Bela Adormecida, Star Wars e mais outro filme que não irei me recordar.
Só fui no auditório no sábado pois não estava afim de pegar fila e ficar lá dentro nos primeiros dias e também nenhum painel tinha me interessado. Cheguei bem cedo, queria ver quase todos os painéis e por sorte consegui ver a pré-estreia de Big Hero 6. Vou ser sincera que não estava muito empolgada com esse filme, mas quando assisti, gente que coisa mais fofa (vou confessar que chorei e quem me conhece sabe que eu desabo mesmo). fiquei completamente apaixonada pelo Big Max. É um filme muito lindo que fala sobre família, criatividade, superação e principalmente a amizade e o mais legal é que no encosto de cada cadeira tinha uma ecobag do filme como brinde. E logo após veio o painel do Mauricio de Souza (que era o grande homenageado do evento) que foi bem interessante, pois ele contou algumas curiosidades para nós e ficamos até sabendo que a edição da Turma da Mônica Jovem onde o Cebolinha e a Mônica namoram vendeu muito mais que as HQ´s da Liga da Justiça em toda a America Latina (fiquei chocada, sério) e também que ele abrirá um estúdio visitável (isso mesmo, vamos poder ver o processo de criação das histórias, foi o que entendi). Aplaudimos ele de pé, é claro, porque muitos de nós aprendemos a ler com suas histórias e até hoje seu trabalho ajuda muitas pessoas.
O segundo painel era o meu 2º esperado com o querido Sean Astin (Goonies e O Senhor do Anéis) e o Brad Dourif (Chucky e O Senhor dos Anéis). Sean mostrou um vídeo de seu artigo pessoal, com todos os filmes que ele fez (primeira vez que ele mostrou isso) e logo após eles entraram e foram aplaudidos de pé. Então eles falaram como foi o set de filmagens da tão querida Terra Média, contaram sobre os bastidores, como era trabalhar com o Peter Jackson, responderam perguntas dos fãs. E o momento mais emocionante nesse painel foi quando o Sean fez todo mundo que estava lá fazer o juramento Goony em PORTUGUÊS (eu me desabei em lágrimas como grande fã do filme). Foi sensacional, não tenho palavras para descrever o que senti (agora posso dizer com unhas e dentes QUE SOU UMA GOONY!!).

E chegou a hora do painel de Game of Thrones com o Jason Momoa e o Lino Facioli. Eu não assisto a série nem leio os livros, então não estava muito afim de ver mas no final me surpreendi. O Jason é doido de pedra e uma pessoa com um grande coração. Fez muita piada, fez gracinha e ainda foi abraçar uma grande fã sua que de tão nervosa não estava conseguindo fazer a pergunta. E o Lino toda hora se confundia não sabia se falava em português ou em inglês e parece ser um amor de menino (muito diferente do que me contara que seu personagem na série é).

O próximo painel foi sobre o filme Big Hero 6 (como já havia visto o filme quase dormi nessa hora mas tudo isso pela minha Pixar) o produtor e diretor falaram sobre o processo de escolha da trama e a produção da animação. E passaram cenas do filme novamente.

E logo em seguida o tão esperado painel da Pixar com a presença do Presidente, Jim Morris. Estava tão emocionada que eu chorei do começo ao fim do painel sem brincadeira (meu colega da cadeira ao lado ficou até assustado e perguntou se eu estava bem). Sou grande fã deles e eu praticamente realizei uma parte do meu sonho (gostaria muito de trabalhar lá) ver o grande Jim na minha frente foi algo surreal que não sei nem descrever. Ele mostrou um vídeo especial que fizeram para a CCXP e parece que eles mais brincam do que trabalham lá, é muito bacana, mas o Jim explicou que isso é justamente para liberar a criatividade dos funcionários para que seus filmes saiam incríveis e impecáveis para agradar a todos nós. Ele respondeu perguntas falou que não conseguiu trazer nada sobre “Procurando Dory” mas que ele gostaria de ter trazido. Que daqui a 2 semanas O Brad Bird responsável pelo “Os Incríveis 2” ia retornar para a Pixar e começar a trabalhar no filme (ele estava ocupado com outro projeto). Falou que Toy Story 4 só riria acontecer se alguém tivesse uma ideia realmente genial (e parece que foi o que aconteceu), pois todos estavam felizes com o 3º filme. E que ele será lançado em meados de Junho/Julho de 2017 aqui no Brasil e que será diferente dos primeiros filmes. Ele também nos trouxe 7 minutos do novo trabalho da PixarDivertida Mente” (Jim pediu para nós não ligarmos pois algumas cenas não estavam totalmente acabadas) e foi lindo, será um filme encantador e que muita gente irá se identificar (fora que tem uma menção ao Brasil muito engraçada). Após responder as perguntas do público ele agradeceu e mostrou o curta chamado “Lava” que irá passar antes do filme. E não posso deixar de ressaltar que aplaudimos o Jim e a Pixar inúmeras vezes de pé porque eles merecem e muito pelo trabalho e por fazer parte da infância de todos nós.

O painel em seguida foi das “Vingadores” foi bem chatinho porque esperávamos surpresas e conteúdo exclusivo mas infelizmente o produtor do filme não pode comparecer por conta de um problema na pós produção então o Borgo, Hessel e Forlani (do Omelete) mediaram e começaram perguntando se alguém sabia “Quais eram as Jóias do Infinito?” (aquelas que Thanos tanto quer). Os 2 primeiros meninos erraram e o 3º chamado Lucas (que estava sentado do meu lado) acertou e ficou sabendo que ele tinha ganhado uma viagem para a pré-estreia em Los Angeles dos “Os Vingadores: A Era de Ultron” com a equipe do Omelete. Todo mundo foi à loucura então começaram falando sobre os filmes o que eles esperam, responderam perguntas do pessoal e foi isso. Fiquei decepcionada e os painéis seguintes eu nem queria assistir pois não aguentava ficar mais sentada. Sai e fui andar e pegar mais brindes com meu irmão e comprar algumas coisas.

Nesses passeios acabei conhecendo Marcelo Matere, desenhista brasileiro de Transformers, ele atualmente faz as embalagens dos brinquedos para a Hasbro. Imagina meu surto eu como grande fã fui no seu stand lá no Artist’s Alley comprei dois desenhos ele autografou e logo depois fui para o stand da Hasbro pois ele estava fazendo sketch (o cara desenhava o Robô que você quisesse em menos de 5 min) e era sensacional a rapidez dele e fiquei maravilhada. Fora que ele é um amor de pessoa. Também conheci o Thobias Daneluz que é quem faz os desenhos para o pessoal do Omelete, sou grande fã do trabalho dele. A primeira vez que vi fiquei encantada com os desenhos. Acabei comprando 1 pôster e um rascunho oficial de um de seus trabalhos é lógico e peguei autografo (pesquisem sobre o trabalho dele é realmente muito bom).
Meu domingo foi resumido a andar e conhecer a Rebecca Mader (Once Upon a Time e LOST). A cada dia que conheço coadjuvantes de séries vejo o quanto eles podem te impressionar. Essa mulher além de linda é um encanto. Logo que entrei para tirar a foto ela me abraçou falou que eu era uma fofa e eu falei que ela era linda, então ela brincou abaixando do meu lado porque ela é alta (e eu com esse tamanho todo né) e dei risada e fui pra pose habitual das fotos quando de repente ela me deu um abraço que eu não esperava e foi a foto mais gostosa que já tirei na vida com um artista, sério (eu não esperava essa iniciativa dela). Na hora do autografo ela estava toda comunicativa (foi a única que eu vi que estava escrevendo o nome do pessoal nos autógrafos) ela falou meu nome, elogiei os olhos dela (porque são simplesmente lindos) e perguntei se ela estava gostando daqui, ela falou que estava amando tudo e a comida era maravilhosa. Só sei que depois disso virei fã dela e espero encontra-la novamente.
Na hora de ir embora dei uma volta no evento todo e me deu uma dor no coração porque não queria que aquilo acabasse.
E nesses 4 dias conheci pessoas muito legais que você vai descobrindo o quanto em comum vocês têm. Só sei que desde o anúncio do evento eu botei fé nele, pois acompanho o trabalho do Omelete desde 2003 e sei o quanto eles amam esse mundo nerd e o quanto levaram a sério esse trabalho por isso digo SEMPRE acreditei e acabei me surpreendendo muito mais do que achei. Só me decepcionei nos painéis no sábado por conta que tinha alguns lugares “reservados” que nunca sentavam ninguém e com isso acabei mudando de lugar umas 4 vezes (achei má organizada essa parte) tirando isso para mim foi tudo perfeito. Filas? Tem em qualquer convenção aliás. Temos que fazer escolhas para saber qual atração queremos ver porque tem muita coisa boa acontecendo ao mesmo tempo (e acordar muito cedo pra tentar lugar nos painéis ainda mais nos fins de semana).
Só tenho a dizer que AMEI essa experiência que tive e que ano que vem com cerveja amanteigada (como costumo falar) estarei lá de 03 a 06 de Dezembro.
PS: Desculpem o longo relato mas foram 4 dias de pura nerdice e FOI MUITO ÉPICO !!!!

É isso pessoal, espero que tenham gostado de nossas experiências no evento. Acredito que com os relatos acima quem não foi no evento certamente esta se planejando para ano que vem, temos praticamente 1 ano pela frente, é tempo suficiente para se programar e guardar uma boa grana, afinal trata-se de uma experiência única para os nerds de plantão. Certamente para 2015 irei me programar para conferir os 4 dias de evento com tudo o que tiver direito!

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta