#VocêTemUmaMenteMilionária

Filmes: Interestelar

8 de dezembro de 2014


Título Original: Interstellar
Gênero: Ficção Científica
Ano: 2014
Duração: 169 minutos
Direção: Christopher Nolan
Distribuição: WARNER BROS.
Nota pessoal: 5
Site Oficial
 

Sinopse
Após ver a Terra consumindo boa parte de suas reservas naturais, um grupo de astronautas recebe a missão de verificar possíveis planetas para receberem a população mundial, possibilitando a continuação da espécie. Cooper é chamado para liderar o grupo e aceita a missão sabendo que pode nunca mais ver os filhos. Ao lado de Brand, Jenkins e Doyle, ele seguirá em busca de uma nova casa. Com o passar dos anos, sua filha Murph investirá numa própria jornada para também tentar salvar a população do planeta.


Crítica:
Pensa num filme incrível que tenha assistido. Mas precisa ser aquele filme que te deixa completamente preso a tela durante todo o tempo, que te faz pensar sobre diversas teorias, que te deixa completamente perdido mas que te mostra o caminho para que se encontre e que ao final faça com que você saia do cinema refletindo sobre a vida.
Bem, não sei quanto a vocês mas tenho poucos filmes assim em minha lista, posso citar dois de pronto que são O Curioso caso de Benjamin Button e A Origem. Foram filmes que marcaram minha vida e me fizeram refletir por muito tempo após sair do cinema, e o mesmo aconteceu com Interestelar, o que já torna o filme simplesmente incrível, afinal poucos tem esse poder sobre as pessoas.
Além disso esse filme tem cara de que irá receber inúmeras indicações ao Oscar mas que levará poucas estatuetas para casa, o que é uma grande pena.
Bem, acho que em poucas linhas já consegui deixar claro o quão incrível é esse filme, não?
Caso eu não tenha conseguido êxito nesse ponto vou detalhar um pouco mais.
Durante as duas horas e meia de filme recebemos uma avalanche de informação sobre o mundo da ficção científica, para os fãs do gênero é um prato cheio para especulações e teorias, saí com minha cabeça a mil e não vendo a hora de conferir o filme novamente. Sinceramente fiquei encantada com todas as teorias apresentadas, algumas delas não haviam sequer passado na minha cabeça, como por exemplo o formato do "buraco de minhoca", sempre imaginei algo completamente diferente. Já o conceito do "buraco negro", chamado no filme de Gargantua foi simplesmente de explodir a cabeça, fiquei pirando não só com o conceito mas também com tudo o que foi apresentado no filme, essa foi a parte que mais me fascinou.
Como podemos esperar de um filme de ficção científica a parte gráfica, visual, fotográfica e de efeitos especiais e sonoros esta um verdadeiro banquete, certamente o filme deve receber algumas estatuetas nesses quesitos, afinal merece.
O elenco apesar de ser recheado de talentos não vi nenhum possível indicado ao Oscar, foram todos incríveis mas já vimos atuações mais envolventes de todos eles, portanto não me surpreenderei se não forem indicados.
Posso passar horas falando desse filme, principalmente sobre as teorias apresentadas nele e sua qualidade inquestionável, mas não quero ser cansativa, além disso discutir teoria sozinha é coisa de louca né?
Aos que ainda não assistiram fica não apenas minha recomendação mas também meu pedido, não deixem de conferir nos cinemas, pois esse filme esta uma verdadeira obra de arte que deve ser apreciada no maior e melhor formato possível.

Curiosidades:
O compositor Hans Zimmer foi instruído por Christopher Nolan a fazer uma distinta trilha sonora : "É hora de reinventar. A sequência interminável [ostinatos] precisa seguir outro caminho, os grandes sons estão, provavelmente, armazenados." Nolan não forneceu a Zimmer um script ou quaisquer detalhes da trama, para que ele pudesse escrever a música para o filme, ao invés disso, deu ao compositor "uma página de texto", que "tinha mais a ver com a história [de Zimmer] do que o enredo do filme".

Fonte: Adoro Cinema

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta