#VocêTemUmaMenteMilionária

Filmes: Boyhood - Da Infância à Juventude

26 de janeiro de 2015


Título Original: Boyhood
Gênero: Drama
Ano: 2014
Duração: 205 minutos
Direção: Richard Linklater
Distribuição: UNIVERSAL PICTURES
Nota pessoal: 5

Sinopse
O filme conta a história de um casal de pais divorciados que tenta criar seu filho Mason. A narrativa percorre a vida do menino durante um período de doze anos, da infância à juventude, e analisa sua relação com os pais conforme ele vai amadurecendo.



Crítica:
Desde que li sobre esse filme fiquei interessadíssima em conferir, afinal desde que acompanho o mundo do cinema nunca tinha visto uma obra como essa, que levou 12 anos para ser produzida, acompanhando o crescimento de um garoto, e ainda mantendo o mesmo elenco, achei uma proposta incrível e diferente de tudo o que já vi na vida.
Realmente esse é um filme imperdível. Acompanhar em menos de 3 horas 12 anos de produção é realmente uma experiência única. Fiquei impressionada com tudo o que me foi apresentado.
A trama é muito bem desenhada, as personagens são muitíssimo bem desenvolvidas, e o mais incrível de tudo isso é, sem dúvida, a fidelidade do elenco, afinal eles não tinham um contrato de 12 anos com a produção do filme e ainda assim se mantiveram fiéis, mesmos com trabalhos paralelos até a conclusão do projeto. Tirando a passagem dos anos que é, sem sombra de dúvidas, nítida no filme, o que o torna único afinal não são necessários recursos de maquiagem para marcar essa passagem, o desempenho do elenco se mantém presente ao longo do longa, então podemos notar o compromisso de todos com algo do tamanho desse filme. Além disso, conforme os anos vão passando vemos acontecimentos importantes que são acompanhados pelas personagens, como o lançamento de Harry Potter e o Enigma do Príncipe (sério, eu quase chorei com essa cena) a campanha para eleição de Obama, a especulação sobre novos filmes do Star Wars, entre outros.
Sério, terminei o filme e fiquei meio que boquiaberta com a sensação de "Caracas, que incrível", não digo isso porque o filme tem uma história mirabolante, cheia de reviravoltas e tudo o mais, mas sim por ser uma obra única, uma aposta arriscada e que poderia ter dado errado, afinal estamos falandos de diversas vidas dedicadas a essa obra ao longo de 12 anos, muita coisa poderia acontecer e por incrível que pareça no final tudo deu certo e ficou impecável.
A trilha sonora é ótima, recheada de músicas de qualidade, um mix de pop, rock, e até mesmo pop rock da melhor qualidade.
O elenco é espetacular, gosto muito do trabalho de Ethan Hawke e Patricia Arquette desde filmes anteriores, e sem dúvida a atuação deles ao longo do filme ficou incrível, mas Patricia Arquette sem dúvida se destacou demais e mereceu sua indicação a categoria de Melhor Atriz Coadjuvante, não que Ethan, não tenha merecido a dele, mas sem dúvida ele esta concorrendo com atuações muito melhores.
Depois de conferir esse filme certamente estou torcendo para a categoria de Melhor Diretor, afinal o trabalho de Richard Linklater foi incrível, claro que ainda não conferi 3 filmes da categoria, mas o fato e dirigir um trabalho com resultado espetacular ao longo de 12 anos deve ser levado em consideração.
Em suma o filme é realmente uma obra prima, e merece todos os prêmios recebidos até o momento.


Curiosidades:

As filmagens começaram no verão de 2002. O elenco se encontrou uma vez ao ano, durante 12 anos, para gravar o filme. O objetivo era acompanhar o crescimento e amadurecimento do garoto Mason, interpretado por Ellar Coltrane. Richard Linklater selecionou sua filha Lorelei Linklater como Samantha, porque ela estava sempre cantando e dançando ao redor da casa e queria estar em seus filmes. Por volta do terceiro ou quarto ano de filmagens, ela perdeu o interesse e pediu para sua personagem ser morta. Linklater se recusou, dizendo que era violento demais para o que ele estava planejando (Lorelei finalmente recuperou o entusiasmo e continuou com o projeto). Como é ilegal nos EUA  assinar contratos com duração superior a sete anos, ninguém poderia assinar um contrato para o seu compromisso de 12 anos.
Caso Richard Linklater viesse a falecer durante os 12 anos de filmagem, Ethan Hawke assumiria as funções de diretor.

Fonte: Adoro Cinema

LEITORES

RECEBA POR EMAIL

INSTAGRAM @fls_insta