#VocêTemUmaMenteMilionária

Livros: Jardim Secreto

27 de maio de 2015


Título Original: Secret Garden
Gênero: Antiestresse
Autor: Johanna Basford
Ano: 2014
Editora: Sextante
Número de páginas: 96

Como o exemplar chegou aos meus cuidados:
Depois de observar o fenômeno se espalhando pelas redes sociais, onde as pessoas postavam fotos e mais fotos sobre as maravilhas de Jardim Secreto, como era divertido e tudo o mais, chegando até mesmo a atingir minha família que, hoje, conta com no mínimo 3 viciadas em preencher os espaços em branco das páginas dos livros, eis minha conversa com minha mãe:
Mãe: Filha você gosta desses livros de colorir?
Eu: Aff não manhe, não tenho saco nem tempo pra essas coisas.
Mãe: Ahhh
Eu: Ai manhe você comprou?
Mãe: Comprei =(
Eu: Ah manhe então me dá que eu pelo menos posto no blog. Mas promete por favor que não vai comprar mais nenhum, ok?
Mãe: Tá, prometo.
Sobre a experiência:
Pois bem, como podem ver eu já tinha uma enorme resistência ao livro afinal, me conheço bem o suficiente para saber que qualquer coisa que exija minha atenção e cuidado manual por um longo tempo não serve para mim.
Tive uma experiência anterior com o Destrua Este Diário que me prendeu somente o tempo suficiente de fazer algumas experiências para montar o post e, mesmo com a promessa de "Quando o livro estiver mais preenchidinho farei um post especial para apresentar à vocês" escrita no mesmo post, eu sequer me aproximei dele novamente. Ficou largado na estante pegando pó e atualmente esta no meu ambiente de trabalho para quem quiser rabiscar, tacar fogo, ou fazer qualquer coisa com ele.
Claro que com Jardim Secreto não foi diferente. Chegando em casa a primeira coisa que fiz foi liberar espaço na mesa, desembalar os lápis de cor e me colocar a trabalhar...

Depois de folhear o livro inteiro atrás de um desenho que me chamasse a devida atenção para a primeira pintura, acabei fazendo todos os quebra-cabeças, bastante fáceis por sinal (sinceramente nem entendi a real necessidade deles por serem tão fáceis), e depois de novamente folhear o livro escolhi finalmente meu desenho. Então foram algumas horas de concentração, empenho, dedicação, escolha de cores que mais se "adequavam", mais concentração e sentir que estava prestes a perder a visão de tão próxima que minha cabeça estava do livro eis que, conforme previsto, me enchi de tédio, não aguentava mais um lápis de cor ou um campo em branco a ser preenchido (eu realmente não nasci para esse tipo de coisa), e foi assim que ficou minha primeira, e provavelmente única, pintura.

Mãe, me perdoa, mas eu não nasci pra isso (quem sabe um dia eu pegue novamente o livro e possamos pintar juntas, porque fazer isso sozinha realmente não é pra mim). Bem, quanto a recomendação sinceramente não tenho condição alguma para recomendar ou não esse livro, afinal livros interativos não foram feitos para mim, ainda sou old school onde os livros são feitos para serem lidos, por isso não me julgo capaz de fazer tal recomendação.

Curiosidades:
O Jardim Secreto foi o terceiro livro mais vendido no país em março – mais de 22 mil exemplares no total, 14 mil só na última semana do mês.
O sucesso por aqui acompanha os números registrados em outros países: na Amazon, O jardim secreto é o mais vendido na categoria livros; na Amazon do Canadá, só perdeu o primeiro lugar para Floresta encantada, da mesma autora. E até a versão sul-coreana do livro ficou no topo da lista dos mais vendidos durante todo o mês de janeiro, segundo a Sociedade de Editores da Coreia. Várias editoras, em especial na Europa, têm apostado no gênero.

Fonte: Galileu

INSTAGRAM @fls.com.vc

LEITORES

RECEBA POR EMAIL